Browse By

Trombone: Horário nobre brasileiro é infestado por enlatados americanos

Não entendi a afirmação “Séries em horário nobre nos EUA são comuns!”.

De fato elas são transmitidas nos EUA em horário nobre, pois é o principal produto americano, exaltam a cultura deles, valorizam seus artistas e profissionais.

O problema é quando o horário nobre brasileiro é infestado por enlatados americanos em lugar do produto nacional.

Enquanto a maioria das pessoas estão preocupadas com picuinhas entre fanáticos de emissoras, o artista nacional é desvalorizado e a população brasileira bombardeada com uma cultura que não é sua. Lamentável.

* do André ABC

25 thoughts on “Trombone: Horário nobre brasileiro é infestado por enlatados americanos”

  1. sils says:

    Muito bom André. Finalmente uma colocação sensata.

  2. Anonymous says:

    Apesar de gostar de séries americanas, também acho que as emissoras deveriam valorizar a produção nacional, mas não infestar de novelas (que só muda o elenco, diretor e autor, pois a história é sempre a mesma). Gostaria de ver o SBT, por exemplo, colocando séries brasileiras de qualidade (e não só sitcoms, que é o que a Globo faz), com ideias diferentes e originais, no mesmo horário que são exibidas os seriados americanos.

  3. Thiago Kitazawa says:

    Eu concordo em termos. Afinal do que adianta as emissoras colocarem um produto brasileiro sendo esse produto um Geraldo Brasil ou Superpop? E os produtos que as emissoras vão mostrar tem uma excelente qualidade.

  4. Emanuella says:

    Concordo em partes. Essa foi uma solução encontrada pelo SBT, já que fazer novelas, nos tempos atuais, não foi o forte da emissora! Espero que seja uma solução a curto prazo, claro, não pode deixar de exibir as séries, mas como uma alternativa e não solução! Mas acho vergonhoso a record, que tem vários autores, aurores e a construção de mais um estúdio de novelas utilizar-se da mesma estratégia. Hoje foi divulgado que a record, pelo menos por enquanto, SÓ TERÁ 1 HORÁRIO DE NOVELAS! Isso mesmo, ribeirão do tempo estreará no lugar de Bela. E o sonho do terceiro horário de novelas? Foi pro brejo…

  5. mffurlan says:

    No meu ver, isto é uma fase, logo, logo, vem uma novela Global mto boa, e acaba com essa festa das series..

  6. A pituxinha says:

    Tvs brasileiras deveria produzir series nacionais e com qualidade, que retrata-se a realidade dos brasileiros. Como faz o canal a cabo HBO. Com os seriados filho do Carnaval, Mandrake e outros. Não seria mal ideia se a rede bandeirante ja que agora tem contrato com a HBO exibi-los. Que sabe assim seria inicio de grande parceria em produção de series. Agora a novela so servi para aliena mais nada. Mostrando uma falsa realidade. E as mesmas historias e clichês

  7. @doisclicks says:

    Com todo respeito, ao colega de blog, André/ABC.

    Mas para mim esse discurso é muito elegante e plausível na teoria, pois na pratica, a realidade é outra. Todos nos sabemos que emissoras de televisão são empresas e que faturam com receita publicitária, que muitas vezes só chega se a atração tiver audiência.

    Quantos % de seriados, estão presentes na programação, do SBT da Record, Da Globo e Da Band, compare com os números de produções nacionais, seja novelas, sitcom, ou seriados nacionais. Querer excluir seriados americanos, apenas por ser americanos para mim soa a pré conceito,mais do que isso privar toda uma sociedade de conhecer os hábitos e culturas de outros países.

    Seria o mesmo que barrarem em outros países, a idéia de passar novelas brasileiras.

    Concordo que um equilíbrio e necessário, agora dizer que o mercado vai ficar restrito por, ou deixar de oferecer oportunidades a artistas nacionais para mim e um julgamento bem precoce.

    Até porque a idéia de exibir seriados, não impede, que no futuro a curto ou longo prazo as emissoras comecem a incluir seriados nacionais, A lei e o crime é uma produção brasileira que poderia passar tranquilamente. Nada impede de o horário ser de seriados nacionais. E se não for uma hora, depois tem as novelas que a record e o sbt teiman em fazer mesmo sabendo que vivem em um monopólio onde o que e produzido fora da globo não agrada a critica e respectivamente uma boa parcela da população. Que critica antes mesmo de assistir.

    Lamentável para mim e ter que assistir, em TV aberta, 3 canais passando novela no mesmo horário, e o restante com sua programação religiosa ou comercializada.

    Pois é viva a democracia

  8. Danilo Mendes says:

    Parabéns pela postagem. Penso como você, a cultura é deles e não nossa.

  9. rafael says:

    Creio que a verdade é que embora todas as emissoras queiram tomar o lugar da TV GLOBO,elas teme na base para ser essa,pois não é questão de inteligência ou poder monetário da emissora,e sim lógica conseguir manter-se em primeiro lugar.
    A Globo possui praticamente toda sua programação com produto nacional,e quando esses falham ela tenta arrumar este no caminho que segue,ajustar,aprimora,re-cria e caso seja um reality da vida,procurar criar idéias para prender atenção do público até conseguir o que pretende ou em casos mais sérios,cancelar tal produto,faz-se de desentendida,o povo esquece e ela parte para outra mais já sabendo que aquela idéia anterior em hipótese alguma deve ser utilizada em algum outro novo produto da casa.
    Outras emissoras,quando algo vai começando a dar resultado e consegue "fazer cócegas" na Globo,infla o ego,já começam a ficarem se achando e já mudam o lema como "Ao Caminho da Liderança" ou "A Concorrência Vai Tremer".
    Daí iniciado o circo vamos as palhaçadas.Como o produto que estas fazem estão dando resultado,começam a faze-lo de qualquer jeito,daí começam os ataques de multantes,de pegadinhas picantes,sem falar nas mudanças de horários sem avisos prévios,mais isso é só um detalhe,é tipo ago pra deixar a gente meio que "ROSA CHICLETE",nada de mais,se hoje até a versão 2 do jornal nacional tira férias,ou um jornalista que vive a dizer "isso é uma VERGONHA" faz uma brincadeirinha com garis,isso é apenas um detalhe.
    O problema é quando o detalhe se mostra na insatisfação do público,que finalmente aprendeu a usar o controle remoto,assim,a audiência cai e a real realidade aparece,será mesmo?
    Creio que não, porque a solução que os donos das poderosas redes de tv vêem para tal problema é trocar produto nacional por enlatados americanos e ainda por cima ficar se gabando por isso,como se fosse uma compra de carros importados,um querendo mostrar ao outro que um dos carros foi mais caro,é melhor e potente que o outro.
    Mais isso fazem as crianças que curtem e admiram o que vêem no centro do picadeiro,tentando aprender alguma coisa,se bem que é meio difícil,pois até hoje não existe escola para aprender de fato a usar cabeça com inteligência e prudência.
    Já a domadora(globo)não tem tempo para estas pirraças de crianças-apredizes ,tem uma reputação a zelar pelo seu circo respeitável,e segue ilesa,firme e forte enquanto as outras seguem com suas palhaçadas de circo iniciante,fazendo a todas chorarem ou rirem de suas palhaçadas furteis,tudo para chamar mais atenção do que respeito,agora com licença que vou comer uma pizza que afinal vivemos no Brasil!rs

  10. Lucille Dean says:

    Realmente foi uma boa idéia colocar esse trombone do André, mas novamente tenho que concordar em tudo com Dois Cliques, arrasou, nem preciso comentar mais nada. Parabéns Dois Cliques! Endrigo, encomende um trombone especial pra ele, o cara sabe das coisas e escreve muito bem!

  11. Maria Guilhermina says:

    Acho que quem não cria, copia, e quem nao tem competência para fazer, compra pronto. Como o que realmente interessa é a audiência, acho normal que SBT e agora a Record passem seriados americanos no chamado horário nobre. Melhor seriado que novelas como Vende-se um véu, Bela a Feia, além de ser uma opção para quem não curte novelas. Mas é preocupante se for pensar nos autores, atores e demais profissionais que ficam sem trabalho.

  12. Loxtrex says:

    trombone do trombone: sabe qual era meu sonho? Fazer um Vale a Pena especial dos 45 anos da Globo este ano, com as 10 mais de todos os tempos em compactos de 25 capitulos, e VOTADAS PELO PÚBLICO NO SITE DA GLOBO.COM !!! Não seria um verdadeiro soooooooooooooooonho ?

  13. @doisclicks says:

    Lucille Dean, obrigado pelos elogios neste e no outro trombone, como sempre muito gentil. Estou longe de saber das coisas, RS, mas quem sabe um dia, a vida é um aprendizado, errando ou acertando, é um aprendizado.

    De qualquer forma muito obrigado.

  14. TE says:

    Eu adoro seriados americanos. Não sou obrigada a gostar de seriados brasileiros. Esses que foi feito pela recó e pela globo, não assisti nenhum.

  15. Lucas Gutt says:

    André já disse tudo!
    Concordo com ele 100%!

  16. Gustavo Biaggi says:

    Pior argumento que já li sobre essa discussão: "a cultura é deles e não nossa."
    Essa frase é carregada de um preconceito tão forte que tenho medo dessa pessoa achar normal um jornalista fazer caricaturas sobre Maomé e sair como "tudo bem" porque é liberdade de expressão ocidental.

    Sem quere ir muito longe, e usando o mesmo exemplo, acredito que quem usa esse jargão pra justificar esse tipo de coisa, provavelmente deve ir para o 'shopping', comprar um jeans e comer no McDonald's. Longe de parecer um comunista chato, mas o imperlismo cultural, de uma forma ou de outra trouxe (ou forçou, entedam como quiser) a cultura americana para praticamente todo o mundo, principalmente ocidental.

    E pra terminar, sou a favor de obras de qualidade. Adoraria ver uma série como Friends, How I Met Your Mother, Modern Family, Grey's, Private, whatever, no horario nobre, porque simplesmente são série ótimas que divertem e entretem. Assim como sou a favor de serie brasileiras boas, como Os Normais, Grande Familia etc. A questao nao é nacionalidade, e sim qualidade, independente de onde este tenham vindo. Se os EUA dominam o modo de como fazer sitcom e series, ótimo! Porque abrir mão de um produto bom em favor de um nacionalismo falso?

    Seguindo a logica do "a cultura é deles e não nossa." deveriamos parar então de passar filmes, afinal não foram produzidos aqui, e os brasileiros estão perdendo emprego, e isso e aquilo o outro. Infelizmente a hipocrisia ainda é utilizada na falta de argumentação lógica.

  17. Zidane says:

    Eu queria que a Globo voltasse a exibir séries no domingo a noite depois do Fantastico. Era tao legal assistir Lois e Clark.

  18. Anonymous says:

    Melhor seriado americano do que a monotonia de "viver a vida".

  19. L. says:

    Assino embaixo André!Sou um grande admirador dos seriado americanos.Séries como 'Grey's Anatomy','House M.D','Brothers & Sisters' e principalmente a excelente 'Dexter' me fascinam.Os roteiristas são excepcionais e os atores se entregam dando vida perfeita a cada personagem.Infelizmente,artistas nacionais,principalmentecomo é o caso,os contratados da Record são desvalorizados…O que dizer da Record?!Com essa de apenas um horário de novela prova mais uma vez sua incapacidade,falta de inteligência,sua burrice mesmo.Ridícula.Qual será a desculpa dos fanáticos enlouquecidos agora?!Dos cegos que aplaude tudo que essa mediucre emissora faz?!Estratégia?Falta de recursso ou tempo para manter o segundo horário de novelas?O uqe será?

  20. Ricardo Moreno says:

    As séries americanas são um nicho excelente, pois existe um público enorme para este tipo de atração. Aliás o SBT tem tradição tanto em séries como sessões de filmes. E não é para menos que os indíces da emissora melhoraram quando a emissora resolveu apostar neste segmento.

  21. Renan Fonseca says:

    Sempre fui contra esse excesso de patriotismo, porque eu acho que se a idéia é boa, é universal. Eu como brasileiro fico muito feliz quando fico sabendo que as novelas brasileiras e outros produtos brasileiros são consumidos lá fora, e são aceitos pelo público de outros países. É a questão que eu disse, quando a idéia é boa, o formato é bom, as pessoas se interessam e assistem, independente da nacionalidade do programa.
    É bom ter produtos 100% nacionais? É. É muito bom. Mas se os produtos e formatos internacionais não fossem bons, eles não seriam comprados, e não seriam consumidos.
    Boa parte disso se deve à maioria autores brasileiros que não possuem o know-how e os macetes próprios de seriados, e acham que tudo é novela.
    Infelizmente no Brasil parece assim: Filme é novela, seriado é novela e novela é novela. Acho que os gêneros dramáticos foram todos ficando com uma estética, um linguajar, e um modo de se conduzir os personagens e a história como numa novela.
    Isso pode ser sinal de: 1: as novelas brasileiras se referenciaram demais em outros produtos ou 2: não existe capacidade e eficiência o bastante para distinguir perfeitamente os formatos.
    Fazendo assim com que tudo fosse se igualando.
    E por fim digo que muitas séries americanas, e britanicas também são consumidas pela internet, através de Downloads, muitas vezes ilegais.
    Porquê não dar ao público o que ele quer na TV aberta.
    Sou a favor de adaptações como foi feito em Desparate Housewives no entando, que sejam feitas realmente por brasileiro, para brasileiros, com o roteiro totalmente abrasileirado, pois se queremos ver o estilo de vida americano, como foi feito pela RedeTV!, nós vemos através da série original

  22. Marcos Marques says:

    Concordo com o @doisclicks.
    É muita hipocrisia querer desprezar o que vem de fora apenas para privilegiar o nacional. Vamos virar o que assim? Cuba? China? Vamos deixar de assistir Liga dos Campeões da Europa e nos divertir apenas com o Campeonato Brasileiro. Nada de exportar novelas para o exterior! O que é do Brasil é do Brasil, e só do Brasil!! Ah, poupe-me!
    O problema é que ainda não chegamos ao nível dos "caras" pra fazer séries realmente boas. Algumas são meras cópias baratas (como a versão brasileira de Desperate Housewives na RedeTV). No caso da Record, quando se pensa em série vem logo a ideia de colocar um monte de bandidos armados dando tiro pra todo lado. Infelizmente é isso.

  23. Marcos Marques says:

    Ei, cadê o Endrigo? Alguém viu??
    Endrigo, cadê você?
    Todos sabemos que este é o espaço mais democrático de discussões sobre a TV brasileira, mas, na minha opinião, pra ficar 100% democrático falta algo: o comentário do Endrigo sobre o assunto.
    Bem, posso parecer chato, mas gostaria que toda vez que alguém metesse a boca no "Trombone", o Endrigo fosse o 1º a comentar! o que acham??
    Abraços a todos!!!
    Marcos Marques
    Belem/PA

  24. sebastian says:

    Acho Muito melhor colocar enlatados no horário nobre do que novelas péssimas como viver a vida.

  25. lukas precioso says:

    É por isso que a Globo será lider ainda por um bom tempo…
    Pode falar que Viver a Vida é péssima mais antes uma produção nossa de originalidade do nosso país do que enlatados americanos agora a outra vai embarcar na onda tambem pena.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *