Browse By

Não adianta reclamar: a tendência é o sensacionalismo ganhar mais espaço na TV

Gugu tem sido criticado pelas entrevistas com criminosos, assim como Ratinho foi ‘apedrejado’ no passado em razão de um bate-papo com Guilherme de Pádua. Falar com assassinos, porém, não é exclusividade do entretenimento, afinal, “Fantástico” e “Domingo Espetacular” já abriram espaço para as mesmas figuras e fizeram barulho em razão da exclusividade em pautas do tipo.
Até Ana Maria Braga recebeu Fernanda Gomes de Castro — também envolvida no “caso goleiro Bruno” — para tomar um cafézinho no “Mais Você”. Lembram? Sim, criminosos não são estrelas, mas o público tem curiosidade em saber sobre tais assuntos. Não por acaso, coberturas sensacionalistas fazem a alegria de diversos canais. Justamente para não ficar atrás, a Globo mudou sua programação e agora vai das 5 às 14h com atrações que podem facilmente explorar coberturas de acontecimentos urgentes.
A tendência para a TV não é cada vez mais focar no ao vivo? Está errado quem pensa que os programas em tempo real ficarão discutindo sobre a alta no preço da batata ou se Xuxa fará sucesso na Record. Os canais vão oferecer exatamente esse tipo de conteúdo que é criticado mas que rende audiência e, atualmente, também fatura.
A coluna não está defendendo Gugu e muito menos dizendo que o sensacionalismo é algo bom. Trata-se de uma constatação, afinal, a Classificação Indicativa permite que os informativos explorem o mundo cão ad-nauseam em qualquer hora do dia enquanto a dramaturgia nada pode. Existem alternativas: Silvio Santos disse que somente assiste às atrações da Netflix, enquanto Edir Macedo pede aos fiéis da Universal que desliguem o televisor.
Em resumo, quem está reclamando, viu os programas para tal, ou seja, também deu audiência. Enquanto os resultados forem positivos e as abordagens estiverem permitidas, chorar não irá adiantar.
A coluna, cabe destacar, prefere manter o televisor desligado e passa longe do sensacionalismo.

3 thoughts on “Não adianta reclamar: a tendência é o sensacionalismo ganhar mais espaço na TV”

  1. Agnaldo Barbosa says:

    Discordo em tudo que foi colocado neste texto.

  2. Agnaldo Barbosa says:

    Discordo em tudo que foi colocado neste texto.

  3. sebastiao pinto ribeiro filho says:

    Sempre reclamam da falta de qualidade na tv.Mas tenho que reconhecer que a maioria gosta de um 'mundo-cão' e de uma baixaria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *