Browse By

Velho Chico não é Hoje é dia de Maria! Só falta avisar Luiz Fernando Carvalho…

“Suspeitei desde o princípio!”. Pego emprestada a memorável frase do Chapolin, pois, quando vi as primeiras fotos de Velho Chico, comecei a desanimar; quando vi as chamadas, o desânimo aumentou. Agora, é decepção mesmo. 
Imaginei que Luiz Fernando Carvalho e sua mania de que tudo é Hoje é dia de Maria atrapalharia a trama e é o que está acontecendo. A crítica adora Velho Chico. É um produto que os críticos, os defensores da qualidade, subjetiva qualidade, gostam muito. Não digo que eles estão errados. A novela é uma grande produção, mas, pra mim, isso não basta. Penso que novela antes de mais nada tem que emocionar, tem que se preocupar em contar uma história que aguce o público. Depois se pensa nos detalhes. Quando leio que se preocupam até em envelhecer a roupa que os personagens usam, logo penso que nem deveriam ser importar com isso já que tenho certeza de que a maioria do público não se importa.
Quando os detalhes são maiores que a própria novela, é porque algo está errado. Em Velho Chico, a direção é maior que a novela. A história fica em segundo plano. História, aliás, que não é lá essas coisas. Duas famílias rivais, um amor proibido, e muita, mas muita morte desnecessária. Não passa uma semana sem morrer alguém na novela. Quem reclamava da violência de A regra do jogo e aguardava um refresco se enganou porque Velho Chico é até mais violenta.

http://adrequisitor-af.lp.uol.com.br/uolaf.js

Por fim, as chamadas da terceira fase não são nada animadoras. Pelo visto, o figurino esquisito, os exageros de Luiz Fernando Carvalho irão continuar. Uma pena. Fui um dos defensores da ideia de termos de volta uma novela rural às nove, mas esperava uma trama visualmente bonita e simples como O rei do gado e Pantanal do mesmo autor, Mas o diretor pensa o contrário e resolveu apostar num estilo equivocado e cansativo para uma novela de qualquer horário, para uma das nove, então, nem se fala. 
E fico pasmo que ninguém na Globo corte as asinhas de Luiz Fernando Carvalho. A novela já começa a perder força e se a emissora não barrar as invencionices do diretor, já já o público se cansa e vai procurar outra alternativa. E o pior de tudo é que se isso acontecer é bem capaz que na emissora ainda façam uma leitura errada: achem que novela rural não dá certo às nove e com isso corre-se o risco de ficarmos sem elas de novo no principal horário de novelas da Globo. 
Ainda há tempo de se salvar Velho Chico porque o texto do Benedito ainda faz a novela valer a pena. Fico por aqui. Um abraço e até a próxima.
* por Gilmar Moraes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *