Eu acho que essa pergunta se faz necessária. Não sou de reparar nesse tipo de coisa, apenas quando existe uma “insistência”, como no caso do personagem do Leonardo Vieira que em Senhora do Destino apenas usava azul, lembram? Então. Sou telespectador do É Tudo Improviso. Adoro o elenco e adoro especialmente a criatividade por se renovarem a cada semana. Por assistir sempre não pude deixar de reparar nesse detalhe: o pessoal usa a mesma roupa sempre? Gravam todos os programas de uma tacada só? Ou é…Continue a ler “O pessoal do É Tudo Improviso não troca de roupa?”

Outro dia questionei se era mesmo o fato de uma partida da Seleção Brasileira ter antecedido o capítulo de Escrito nas Estrelas a razão pela qual a trama tinha batido recorde de audiência com 31 pontos. Sim, obviamente uma partida da Seleção aumenta e muito os índices de audiência tanto da Globo quanto da Band e sim, contribui para aumentar o número de ligados na produção seguinte. Tanto é verdade que na última segunda novamente o folhetim de Elizabeth Jhin chegou a 31 pontos. Ontem,…Continue a ler “Escrito nas Estrelas dá audiência porque é boa, e só”

Vi essa nota no blog Telinha e achei muito bacana, impede que criemos uma sensação de um “novo Lombardi”, afinal agora sabemos quem é o divertido e espirituoso narrador da série Separação – e ele tem total importância na produção, faz diferença. A voz, como vemos nos créditos, é de Hélio Vaccari, esse da foto. Ainda segundo o blog ele dubla o cão de “Uma família da pesada” e o mago Gandalf (Ian McKellen) na trilogia “O senhor dos anéis”.

Os últimos episódios de A Liga tem deixado uma sensação de que está faltando alguma coisa. Sim, é um dos melhores programas da televisão brasileira e rapidamente conquistou seu espaço, mas é preciso dar continuidade aos temas propostos. Por exemplo: semana passada vi alguém – não me recordo quem – questionando que havia a necessidade de explorar melhor o fato de a repórter ter passado dias comendo apenas alimentos destinados a alguns idosos. Depois mandou ver numa pizza e ficou por isso mesmo. Não era importante…Continue a ler “A Liga ainda não se encontrou totalmente”

Demorei um pouquinho, mas assisti ontem ao terceiro episódio de In Treatment – me senti “pelado” sem ter o que assistir, sem séries ou Hebe após as 22h. Primeiro levei um susto com o filho de Paul: parecia o irmão gêmeo do Max de Parenthood e inclusive – com o perdão da palavra – esquisitinho como ele. Estava achando que era um paciente, mas não. Era a vez de Sophie, uma garota cheia de “não me toques” cujos conflitos acredito que ficaram menos explícitos que…Continue a ler “In Treatment: A vez de Sophie (1X03)”

A Rede Record está comemorando o fato de ter acertado com a mudança promovida nos domingos com a troca de horário entre o Programa do Gugu e Domingo Espetacular. Gugu manteve os fracos índices da noite, porém segura a vice-liderança. Já o Domingo Espetacular ampliou a audiência do horário e também segura o segundo lugar para a Record. Mas, e aí? Um programa é fraco, o outro que tem potencial para muito mais aposta em violência, como tudo que envolve a Record, ou no tal…Continue a ler “Emissoras precisam rever a programação dominical”

Finalmente vi o episódio piloto de The Big Bang Theory que vazou na internet – dica do internauta [email protected] Tipo… oi? É como se tivéssemos visto… vamos dizer…. uma versão de Desperate Housewives feita pela Rede TV! :O Sheldon gostando de traseiro grande e ganhando dinheiro doando esperma?? Como o nerd mais assexuado do mundo virou uma pessoa que até teve uma relação sexual e já tinha visto sete mulheres nuas? Olha o que ele disse em determinado ponto do episódio: Nos masturbamos para pagar…Continue a ler “Big Bang: Sheldon gosta de traseiro grande? Oi?”