Um dos melhores, senão o melhor, programa da TV paga

Relutei, essa é a verdade. Demorei pra voltar a assistir ao The Ellen DeGeneres show.

O motivo? Minha famosa birra.

De um lado o Warner Channel, o SBT da TV paga, que começou a exibir o talk show nos finais de tarde e, depois, o escondeu nas manhãs. Até que cancelou a exibição.

Do outro o GNT: a emissora fez exatamente a mesma coisa com o The Oprah Winfrey Show, com um diferencial: exibiam em horário nobre e o largaram nas tardes, horário ingrato, até que chegou ao fim.

Só que é inevitável zapear sem passar pelo GNT e, portanto, nos últimos dias tem sido frequente conferir o programa. É um reencontro interessante porque posso afirmar que nada mudou, é como se eu tivesse assistido todo esse tempo.

E isso não é ruim, não se trata de um mais do mesmo.

Ellen é criativa, divertida e única. Só ela consegue arrancar que Meryl Streep se sentou em um vaso sanitário quente em um hotel, tratando sobre isso com um certo estranhamento na face, ou dialogando sobre os beijos que deu no cinema em homens e mulheres num divertido game.

E ainda: a pobre Sofia Vergara tendo sua bela face toda melecada em outra espirituosa brincadeira.

Fora os prêmios para a plateia, sempre empolgantes, ou os emocionantes apoios a pessoas empreendedoras que precisam de ajuda.

É uma atração que causa diversas sensações. A gente aprende, se diverte e se emociona, tudo ao mesmo tempo.

Sem a menor sombra de dúvidas, uma excelente opção agora que não podemos contar com Oprah.

Vale conferir!

Anyway…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *