Browse By

Record erra, faz final fraco para os Dez Mandamentos e agora vai ter que rebolar

Foi ao ar ontem o medonho final de Os Dez Mandamentos. Quase nada aconteceu ali.
Primeiro porque mesmo no último dia tinha embromation e também porque o principal ficou para ser mostrado em março.
Sim, uma novela em duas partes, como se Os Mutantes estivesse de volta. A diferença é que naquela época as histórias andavam em sequência.
A Record errou, e errou feio, ao colocar tanta coisa desnecessária nos capítulos para ampliar a duração da trama, quando poderia ao menos usar esse recurso para adiantar a continuidade da história, ganhar frente.
Assim, deixavam Mandamentos mais dois meses no ar e já estreariam A Terra Prometida. Sem outra bobagem: isso de usar minisséries em reprise.
Como consequência, hoje é o Dia D: a partir de agora, vamos saber as reais audiências de Batalha dos Confeiteiros, Jornal da Record, Xuxa Meneghel, A Fazenda e cia, atrações que foram e muito beneficiadas com Mandamentos.
A Record pisou na bola no passado, pisa de novo. Mas tem o lado bom: com ou sem loucuras, está empregando gente, produzindo. Dos males, o menor.

7 thoughts on “Record erra, faz final fraco para os Dez Mandamentos e agora vai ter que rebolar”

  1. Ricardo Ferrarez says:

    Achei que tivessem demitido 500 funcionários no RecNov, ufa. Ainda bem que estão empregando e a notícia das demissões é falsa.

  2. Cena Aberta says:

    Você leu a notícia pela metade, pois eles serão recontratados pela Casablanca. Ou A terra Prometida será feita com elenco fantasma?

    1. BHZ says:

      Os 500 não serão recontratados, vc é lesado ou vc realmente acredita nisso?

  3. Ricardo Ferrarez says:

    Li que na sexta enviaram telegramas informando sobre as demissões, e os funcionários foram na segunda feira assinar. No total de 500. Não estava me referindo aos atores.

  4. Ricardo Lacerda says:

    As notícias que li era que 500 trabalhadores do RecNov tinham sido demitidos com o fim de Os Dez Mandamentos. Eles seriam da parte técnica (maquiadores, cabeleireiros, contra-regras, luminadores, etc.). A Casablanca recontrataria só parte deles com salários menores e como pessoas jurídicas (o que desobriga a produtora dos direitos trabalhistas). Muitos vão ficar desempregados mesmo. E mesmo esses recontratados serão em condições bem menos favoráveis ao que tinham antes. Pergunta para aqueles que vão ficar na pista se eles estão felizes com a emissora.

  5. Ary Nunes says:

    A questão é que esses contratos são feitos por obras. Acabou dispensa-se boa parte da equipe. A questão é que a Record continua produzindo então de alguma forma terá ou que recontratar esses mesmos ou recontratar outros. De todo modo a geração de emprego continua.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *