Com grande investimento da plataforma da Disney, séries canceladas pela Netflix podem ser salvas

Os Defensores é uma das séries da Marvel na Netflix (Divulgação)

Todos os dias surgem mais novidades a respeito do mais importante lançamento da Disney para 2019. Se trata do Disney+, a nova plataforma de streaming da companhia que promete movimentar o setor.

Os passos do serviço começam a ficar mais claros com o passar do tempo. Alguns conteúdos adultos ainda não tinha um destino certo e, finalmente, começam a tomar um rumo. Se trata do Hulu, plataforma que ainda não chegou no Brasil. A série The Handmaid’s Tale, grande sucesso, foi lançada por lá.

Essa notícia pode trazer boas notícias para os fãs das séries que Netflix lançou anteriormente em parceria com a Marvel. Demolidor, Punho de Ferro e Luke Cage foram todas canceladas pela plataforma mais famosa do mundo ainda no ano passado. Outras produções ainda com temporadas pendentes também deverão ser limadas dos planos da companhia em breve.

Os próximos passos da Disney+

CEO da Disney, Bob Igor concedeu uma entrevista a investidores nesta terça-feira (5) e deu mais detalhes sobre seus planos. A ideia é aproveitar muito bem o vasto conteúdo a partir da aquisição da 21st Century Fox. Grandes sucessos como American Crime Story estão envolvidos.

A pretensão nesse momento é que a Disney não opere com apenas uma plataforma, mas com três serviços distintos e para públicos diferentes. Uma com conteúdo familiar, outra para produções adultas e uma última com catálogo esportivo. A empresa, inclusive, também é dona da ESPN.

“Pensamos que atenderíamos melhor ao consumidor separando os três. No fim, nossa meta é ter uma única plataforma tecnológica, para que as pessoas possam criar uma única conta para assinar os três serviços, com o mesmo cartão e a mesma senha”. A boa notícia é que existirão facilidades para os clientes dispostos a assinarem mais de uma das plataformas, incluindo descontos.

Como a Disney será dona de 60% do conteúdo do Hulu, a ideia é expandir a plataforma, além de seu lançamento internacional. As produções do canal FX também seriam exibidas no serviço.

“Vemos o FX desenvolvendo e produzindo conteúdo para o streaming do Hulu — talvez não para a Disney, porque não é o tipo de programação de um ambiente de família. Mas a ideia é que o FX produza mais e traga seus conteúdos para o Hulu, enquanto expandimos”, disse.

Desta forma, a ideia de salvar séries da Marvel (que também pertence à Disney) fica ainda mais óbvia. Os fãs, é claro, estão ansiosos para as próximas novidades da plataforma. Seu lançamento, inclusive, deve acontecer no segundo semestre.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *