A Lei do Amor precisa de um vilão de verdade

A Lei do Amor precisa de um vilão de verdade

23 de novembro de 2016 4 Por Endrigo Annyston

A Lei do Amor é uma ótima novela. Mas a audiência não mente: falta alguma coisa.
E o que falta realmente é um grande vilão. Os três que surgem como os maiores malvados do folhetim, Ciro, Tião e Mág, estão em cima do muro.
Nenhum veste a carapuça e se apresenta como de fato é, ou como pensamos que são. Até aqui, somente Tião é claramente o pior de todos, e Maria Adelaide Amaral já declarou que ele é o maior vilão de sua história.
Mas falta se mostrar, sair da casinha. Até aqui, a maldade dele é colocar a chata da Letícia contra Helô. E só. O que resta são declarações avulsas e puladas de cerca.
Por isso, José Mayer, se continuar com o papel desse jeito, jamais vai se posicionar entre os maiores vilões da teledramaturgia brasileira.
Ao mesmo tempo, Magnólia, grande promessa, segue apagada. Precisa mostrar a que veio urgentemente.