A melhor produção da história da TV mundial

Pode ler sem medo, não farei spoiler. Trata-se de um convite, irrecusável. A menos que você não seja do tipo que aprecie uma grande produção televisiva.

Acredito que não seja o caso, pois, se você chegou até aqui, é porque gosta do veículo.

Vejo televisão desde que nasci, escrevo sobre o assunto há quase treze anos. E nunca, nunca vi um produto com tamanha qualidade.

No universo das séries, todos sabem que em meu pódium está Friends e Brothers & Sisters. Mas hoje, devo dizer, no primeiro lugar está Downtown Abbey que, em minha mente, é uma Brothers & Sisters “de época”.

Mas com muito, muito mais capricho. O roteiro é incrível, melhor que muita telenovela que vimos por aí. Para os órfãos de Lado a Lado, então, é um achado.

O elenco é extremamente afinado, repleto de espetáculos, direção impecável e a fotografia… deslumbrante!

É uma soma de fatores que fazem dessa proução vencedora de prêmios como o Emmy, Globo de Ouro, SAG Awards, dentre outros, além de entrar para o Guinness Book como o programa de televisao em língua inglesa mais aclamado pela crítica – é a série britânica de maior sucesso desde Brideshead Revisited, de 1981. Ou seja, há trinta anos!

Eu estou escrevendo isso após assistir ao episódio de Natal da segunda temporada e só quem chegou até ali pra entender tudo o que estou sentindo agora.

E estou me contendo para não sair assistindo a terceira temporada. Preciso ter em mente que ainda tem um tempinho para estrear a quarta.

Não dá pra conferir um episódio sem desejar ver o próximo. E o seguinte.

É melhor que qualquer novela ou série no ar atualmente. Não consigo imaginar uma outra obra tão redonda, especialmente levando em conta o fato de ser de época, que demanda um cuidado ainda maior.

Devo dizer, ainda, que descobri Downtown Abbey através de nosso colunista Guilherme Rodrigues. E relutei muito.

Não ando mais com paciência para começar a seguir uma série que já tenha temporadas anteriores. Mas ele insistiu. Ainda assim, não quis.

Mas me deparei com trailers da produção e, quando vi a atriz Maggie Smith, pensei: porque mesmo estou perdendo tempo?

O primeiro episódio, confesso, não me animou. Quer dizer, quando chegou lá pela metade eu já estava entrando na história, mas aí, decidi: tenho que ver tudo de novo e dar a devida atenção. Já estava preso.

Em duas semanas assisti as duas primeiras temporadas e, animem-se, são apenas 16 episódios. Mais nove da terceira.

Ah, já que falei de Maggie: prima Violet é um achado. Você nunca sabe o que ela vai dizer, é sempre surpreendente.

E caso você aceite minha dica, saiba que, em dado momento, quando ela diz “Você promete?”, é como se você estivesse tendo um orgasmo televisivo. Essa atriz é fantástica!

A série toda.

Aceite minha dica, não perca tempo. Eu nunca fiz tanta questão de que você, aí do outro lado, assistisse alguma coisa.

Venham compartilhar comigo desse universo maravilhoso, seja também um Crawley! Ou um dos criados…

Mais uma dica: esteja pronto, nesta família, tem muitos acontecimentos. E os empregados garantem, sempre, babado, confusão e gritaria.

Amo demais!

4 thoughts on “A melhor produção da história da TV mundial

  1. Bom.. Deixo claro que só assisti o primeiro episódio e não achei nada de tão excepcional..

    Quando eu ver o segundo venho aqui dizer se mudou algo.

    Ahh, espero que os outros episódios não tenham 1h05m de duração…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *