A Menina Sem Qualidades é tão boa que nem parece brasileira (sem spoiler)

A nova aposta da MTV está repercutindo. A série é um dos assuntos mais comentados nos últimos dias.

A Menina Sem Qualidades estreou na semana passada e é protagonizada por Bianca Comparato. A atriz esteve recentemente em Avenida Brasil, fez a Rita falsa. E enfrenta um tremendo desafio.

A série é o que a Malhação deveria ser. Mas o horário não permite, o Ministério da Justiça barra através da classificação indicativa. A Globo até flertou com os novos jovens através da série Aline, mas a história da moça que tinha dois namorados estava mais pra comédia.

A trama da MTV é bem mais próxima da realidade, tem drama da melhor qualidade, mesmo que o título diga que Ana não tenha.

Homossexualidade, intolerância, sexo, traições, envolvimento entre professores e alunos, relação estranha entre mãe e filha e uma protagonista ousada, repleta de conflitos e história pra contar. Ana é a típica jovem da atualidade.

A Menina Sem Qualidades me fez lembrar a primeira temporada de Girls, série que se perdeu no segundo ano. Tomara que o mesmo não ocorra no Brasil, sendo que a produção veiculada pela MTV é tão boa que nem parece ser produzida aqui. E essa  afirmação é feita porque de uns tempos pra cá o país  descobriu esse filão. Somos especialistas em novelas mas ainda estamos engatinhando no segmento séries.

Quem sabe a boa repercussão garanta sobrevida à MTV, que vive em meio a boatos sobre seu fim. É um respiro.

Vale sua atenção!

1 Comentário

  1. Ótima série, não parece nada com o que a MTV Brasil já produziu durante sua existência, talvez esse seja o motivo do insucesso do canal, a MTV Brasil não se renovou, mas os anseios do público sim.
    Hoje um canal de música não tem a mesma importância de outrora, é possível lançar um videoclipe na internet e potencializar sua repercussão sem precisar da TV, exemplos temos às pencas.
    Ainda assim, torço para que a marca "MTV" continue por aqui, mesmo que não esteja nas mãos do grupo Abril, aliás, é melhor que saia das mãos de um grupo de linha editorial tão quadrado e seja comandado por alguém com ideias jovens, que realmente entendam de música.
    Mesmo atravessando sua pior fase, quase que ostracismo, a MTV é um celeiro de talentos, talvez a única emissora que consegue atingir o público jovem, haja vista, de tempos em tempos, as grandes emissoras renovam sua programação saqueando a MTV.
    Ahhh, e ainda tem o estúdio MTV, que outra emissora daria um espaço tão importante para grandes nomes da música como Gal Costa?

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*