A Menina Sem Qualidades: Final contrasta com o último suspiro da MTV (sem spoiler)

Vocês se lembram quando a TV Manchete chegou ao fim? Eles estrearam uma produção que colaborou para um ponto final na emissora.

Brida foi um tremendo fracasso de audiência, apesar da grande divulgação do folhetim. Depois da novela a Manchete encerrou suas atividades.

Situação diferente acontece com a MTV. A emissora não estava repercutindo este ano com sua programação depois da saída de Marcelo Adnet, Dani Calabresa e Tatá Werneck.

Somente as notícias do fim da emissora pipocavam na mídia.

Tudo mudou com a chegada de A Menina Sem Qualidades, estrelada pela global Bianca Comparato.

As críticas foram as melhores, acredito que na mesma proporção de Sessão de Terapia ano passado, no GNT. O público não ficou restrito aos jovens, apesar de retratar o novo jovem. Um retrato fiel que as produções brasileiras ainda não tinham se arriscado em fazer. O máximo tinha sido aquela brincadeirinha da série Aline, na Globo.

E foi uma aposta tão acertada cuja qualidade – apesar do título – é comparável a produtos importados. Texto, direção, elenco, trilha sonora, tudo impecável.

Só tinha um defeito: a curta duração. Curto, mas na medida certa para instigar por conta da ousadia, cara de pau e desejo, dos mais diversos, desse grupo. Muitos conflitos marcaram o último episódio, mas eles culminaram num desfecho bem interessante. O que chamamos de “redondo”.

Além de Bianca, é impossível não destacar a atuação de Rodrigo Pandolfo e Javier Drolas.

A Menina Sem Qualidades pode ser o último suspiro da atual MTV Brasil, mas cabe aquele velho clichê: estão saindo de cena com chave de ouro.

Pra quem não viu, os doze episódios estão disponíveis no site da emissora. Vale conferir!



1 comentário em “A Menina Sem Qualidades: Final contrasta com o último suspiro da MTV (sem spoiler)”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *