A Paloma de Amor à Vida

Cheguei a postar um texto que questionava o motivo de tanta apreciação pela atriz Paolla Oliveira na escalação das novelas da Rede Globo. O nome sempre estava sendo cogitado para que fosse protagonista de muitas produções e realmente estrelou algumas. Mas eis o momento de dar o devido valor ao atual trabalho da atriz: a Paloma de Amor à Vida.

Uma personagem complexa, confusa e cheia de nuances diferentes. Em um pouco mais de um mês, Paolla Oliveira já realizou cenas como embates entre família e casos amorosos, parto realizado no banheiro de um bar, desespero de uma mãe e agora tudo consta que começará a perceber que sua filha está mais próxima do que imaginava.

A atriz imprimiu características a sua personagem diferentes de tudo que já realizou. Ao mesmo tempo que temos a percepção que Paloma é uma mocinha frágil, sofredora e clichê como muitas outras, existe um lado nela que mostra força, melancolia e uma vontade em ser feliz, apesar de tudo que já lhe ocorreu. É possível imaginar as próximas cenas dramáticas a serem realizadas: a descoberta de que Paulinha (Klara Castanho) é sua filha, os embates com Bruno (Malvino Salvador), a reaproximação com Ninho (Juliano Cazarré), a procura por esclarecimentos do que houve naquele dia em que perdeu sua filha e as velhas discussões geradas com sua mãe Pilar (Susana Vieira).

Paolla mostra em cena que sabe desenvolver uma personagem rica em detalhes de maneira excelente e diferenciada. Agora junto ao texto de Walcyr Carrasco e direção de Mauro Mendonça Filho, só nos resta assistira mais esse destaque e bom trabalho, entre muitos, de Amor à Vida.

* Guilherme Rodrigues



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *