A TV que eu quero: uma analise sobre como gostaria que fosse a TV no Brasil.

A TV brasileira, ao meu ver, é uma das melhores do mundo. Uma rede supre as deficiências da outra. Ou seja: o que não há em uma encontramos em outra. Num todo temos uma boa variedade de programação. Mas sempre há o que melhorar e por isso a TV que eu quero teria um jornalismo mais sério, onde as notícias teriam seu tempo determinado por sua real importância e não pelo seu apelo emocional ou por ser de retorno fácil de audiência. O jornalismo também não seria usado como uma arma para atingir aos desafetos ou a quem quer que seja, pois na tv que eu quero ele cumpria o seu papel que é se ater aos fatos dando ao telespectador liberdade para tirar suas próprias conclusões.

A TV que eu quero respeitaria mais seu grande protagonista que é o telespectador. Essa TV cuidaria melhor de sua grade: respeitando os horários, cuidando bem principalmente do conteúdo da programação tornando-a assim cada vez mais elaborada, mas ao mesmo tempo acessível a quem assiste.

Por fim a TV que eu quero saberia até onde pode ir para não ultrapassar o espaço que o telespectador lhe dá. Ou seja, saberia ser uma visita agradável, que queremos que sempre retorne e não uma visita incômoda de quem queremos nos livrar o mais rápido possível.

* do internauta Gilmar JM.



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *