‘Ação’ apresenta projeto de alfabetização criado por Paulo Freire

Segundo o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, o Ipea, o Brasil tinha no ano passado mais de 14 milhões de analfabetos acima dos 15 anos, o equivalente a quase 10% da população nesta faixa etária. E o ‘Ação’ deste sábado, dia 22, mostra um projeto criado pelo educador Paulo Freire para mudar esta realidade, o Movimento de Alfabetização de Jovens e Adultos (MOVA).

Em São Paulo, a equipe de reportagem do programa apresenta o Instituto Paulo Freire, que reúne educadores e pensadores empenhados em dar continuidade à luta pela educação e desenvolvimento humano. Lá, pesquisadores cuidam do acervo profissional e pessoal de Paulo Freire.

“Eu sempre digo que Paulo Freire deixou muitas obras, dezenas, quase centenas; deixou livros maravilhosos produzidos em mais de 20 línguas, mas o que mais importa para nós é que ele deixou a crença de que é possível mudar o mundo”, afirma Moacir Gadotti, presidente do Conselho Deliberativo do Instituto Paulo Freire.

No Ceará, o programa mostra o trabalho de alfabetização sendo colocado em prática. Em Caucaia, zona rural de Fortaleza, funciona uma das milhares de salas do MOVA do Brasil. Já em Icapuí, no interior do Estado, as aulas ajudam o trabalho das labirinteiras – mulheres que fazem uma renda tradicional da região chamada Labirinto. O ‘Ação vai ao ar às 7h40.

Além desta reportagem especial confira as outras atrações do ‘Globo Cidadania’:

Globo Educação, às 06h05 – O ‘Globo Educação’ mostra como as escolas de Teresópolis estão lidando com uma comunidade profundamente traumatizada pelas catástrofes naturais. O programa sugere uma reflexão sobre o papel do voluntariado e apresenta histórias de alunos, professores, pais, funcionários e gestores que assumiram como seu o trabalho de reconstruir a educação e repensar a proposta pedagógica. Como a mobilização da comunidade pode fortalecer o poder da educação? Quem assume a responsabilidade pela escola depois de uma crise como esta?

Globo Ciência, às 06h25 – Neste episódio do ‘Globo Ciência’, o telespectador é convidado a conhecer os primeiros grandes historiadores da humanidade: Sima Qian, na China, Heródoto, na Grécia, e Titto Lívio, no Império Romano. Cada um deixou sua marca no modo de fazer e registrar a História do planeta. O apresentador Alexandre Henderson conversou com os especialistas Paulo André Parente, Edgar Leite Ferreira e Claudia Beltrão Rosa para entender o que configura um fato histórico e como a história antiga afeta o mundo contemporâneo.

Globo Ecologia, às 06h50 – Esta edição do ‘Globo Ecologia’ continua acompanhando a série ‘O Bem Comum’ para retratar o cotidiano dos pescadores artesanais de lagosta da Prainha do Canto Verde, no litoral leste do Ceará. O grupo é um dos poucos que ainda mantém a pesca tradicional e busca superar os desafios que vêm da terra e do mar. Desde 1979, a comunidade se mobiliza pelo direito à terra e para lidar com o risco de extinção da lagosta, principal fonte de renda. Por meio de uma série de entrevistas, o programa mostra a união entre os pescadores da vila em prol do território em que vivem e dos recursos naturais.

Globo Universidade, às 07h15 – Em constante crescimento no Brasil e no mundo, o setor de telecomunicações é o assunto do próximo ‘Globo Universidade’, que vai ao ar no sábado, dia 22. Para mostrar como são feitas as pesquisas acadêmicas na área, a repórter Lizandra Trindade vai até a Unicamp, em Campinas, conhecer as atividades do curso de Engenharia Elétrica da instituição. A reportagem apresenta o que está sendo feito nas universidades para melhorar a qualidade dos serviços de telecomunicações, que estão presentes no cotidiano de todos, seja no trabalho ou lazer.

‘Globo Cidadania’ – cinco programas e um compromisso: fazer diferença na vida das pessoas.



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *