Amor à Vida: Antes tarde do que nunca

Estava atrasado com alguns capítulos de Amor à Vida e, agora, em dia, preciso comentar algumas coisas.

Primeiro, a nova aventura de Valdirene com o médico. A bocó caiu feito patinha na lábia do cara. Curioso é que ela queria dar o golpe nele, também não estava jogando limpo e se acha no direito de ir tirar satisfações.

Mas essa parte a gente adora, certo?

Não bastasse isso, Félix trancando o filho no armário, lugar de onde ele mesmo nem se arrisca sair. Muito engraçado isso.

Melhor ainda é dona Bernarda se metendo e tirando o jovem do castigo.

Logicamente que, nesses últimos dias, o grande momento, mesmo, foi a tentativa de perda de virgindade de Perséfone.

A mulher me cria meio que um terreiro de macumba em sua casa, quer romantismo, arruma até cerveja numa taça e ainda não quer ouvir que o cara, bêbado, está ali pra fazer caridade.

O que ela pensou que fosse?

De qualquer forma, Daniel acabou apagando o fogo da virgenzinha.

No quesito novelão, o drama de Paulinha. Emocionante, né? Clara Kastanho está mandando muito bem, pra variar.

Hoje é o dia da “hora H”, com a sequência de Paloma descobrindo que Bruno na verdade não é o pai da menina.

A novela continua andando que é uma loucura, né??

E ainda tem o lance da jóia.

Não dá nem pra pensar em perder!!!!



1 comentário em “Amor à Vida: Antes tarde do que nunca”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *