Amor à Vida: Com mãozada na cara e tudo!

Mas hein? Essa novela só esquenta!

Paloma está tentando seguir a vida sem o Ninho, mas seu relacionamento com o Bruno é extremamente frágil. Tenho a impressão que está com ele por conta de Paulinha.

E vive se metendo na criação da menina. Tá certo que faz sentido ela querer essa aproximação, pois será madrasta dela, mas Bruno é cheio de dedos por não ser o pai verdadeiro.

Além de tudo, está com a pulga atrás da orelha: os pais disseram que ela e Paulinha se parecem.

Na mansão, Félix segue fazendo de tudo para tentar descobrir os mistérios do passado dos pais – viu que no álbum não tem fotos da irmã enquanto bebê. E acaba flagrando uma cena tensa entre a irmã e Pilar.

Paloma resolve jogar na cara da mãe que sente vergonha dela e plaft, tapa na cara!

Em outro momento, Pilar, de início tão esperta, foi agradecer Aline pela jóia. Bobinha de tudo, né?

Era só juntar dois mais dois. Pilar disse que estava triste pelo esquecimento de César, de repente ele se lembra, presenteia, saem para jantar. E olha que a lesada tem as dicas de Félix.

Deu de cara com a jóia de Aline e continuou sem sacar nada. E a Aline tecendo elogios ao homem que lhe presenteou…

Esse promete ser outro grande forfé da novela.

E ainda tem Lutero descobrindo sobre o desentendimento entre Atílio e Félix!

Amor à Vida fechou mais uma excelente semana!



2 comentários em “Amor à Vida: Com mãozada na cara e tudo!”

  1. Faltou uma coisa aí hein… Faltou destacar a Valdirene na festa de casamento, foi de morrer de rir ela enchendo a bolsa de salgadinhos pra levar pra mãe! E ela dizendo q a mãe era dona de uma fábrica de salsicha??! Tatá Werneck tá demais!! Aliás ela vai tá no Faustão hj. E andei lendo por aí q a personagem dela dará uma virada quando resolver virar evangélica, já imaginou?

  2. Acho que a relação conflituosa entre a Paloma e mãe sempre foi causada pelo Félix. Ele mina a relação das duas o tempo todo e como a irmã acha ele um irmão maravilhoso que está sempre ali para ajudá-la, nem desconfia quem ele realmente é. E na verdade, quem de nós desconfiaria, né?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *