Amor à Vida fecha mais uma semana arrasa quarteirão

Amor à Vida ainda não dá sinais de cansaço. Com duas semanas no ar, a trama de Walcyr Carrasco segue mantendo o ritmo com ótimas sacadas e muitos acontecimentos.

Nesta semana, obviamente, Félix continua como principal destaque do folhetim. Mandou dar cabo no tio e agora está quase pirando com medo que ele recupere a memória. Tenta a qualquer custo encontrar uma forma de terminar o que começou.

Ele é tão sortudo que, além de as pessoas não perceberem que ele é gay, mesmo sendo EXTREMAMENTE afetado, Joana também não sacou que ele estava tentando matar Atílio. Lerdinha, né?

Achei sensacional a sequência da fuga de Atílio, com o cara perdido em meio a um monte de carros e, depois, caindo desfalecido. Será que Maciel novamente vai decepcionar o patrão? Cuidado, anjinho!

Falando em exageros – like Félix Thelma eu não sou gay – o que foi aquela cena da Leona Cavalli quando finalmente Glauce resolve revelar seu amor para Bruno e tem um surto?

Sério mesmo aquilo? Uma atriz do porte dela saindo tanto do tom? A impressão é que Leona achou que aquela seria a cena da vida dela e se jogou com tudo. Muito over.

Seguindo no tema “o que é isso companheiro?”: Julio Rocha não compromete em cenas banais, até engana, mas cara de paisagem com sobrancelha arqueada não é atuar, filhinho. Quando Jacques precisa sair da zona de conforto do ator, dá vergonha.

Em compensação, estou gostando de Leila, agora parceira de Félix.

4 comentários em “Amor à Vida fecha mais uma semana arrasa quarteirão”

  1. Prof. Bruno Matos

    Ricardo, a novela é exagerada mas é boa. E quer saber, a essência do folhetim é o exagero, desde que seja um exagero crível. E isso é que torna uma novela interessante: o seu exagero tem que passar credibilidade.

  2. Essa semana esse exagero me irritou bastante. Se fosse pra assistir novela mexicana mudava pro SBT.
    A novela tem tudo pra não pegar esse caminho, assim como fez em seu primeiro capítulo.
    Walcyr pode continuar e tem capacidade de ser o Walcyr do primeiro capítulo.
    Realmente acho a Valdirene forçada demais, não precisa tanto. E ela vai passar a novela inteira invadindo camarins?
    Félix precisa falar que salgou a santa ceia em todos os blocos?
    Se continuar nesse caminho eu abandono.
    O que me prende até agora é a excelente direção.
    E se eu gostasse de voar teria achado Salve Jorge um primor.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *