Amor à Vida: Walcyr Carrasco escorrega no texto, mas ainda assim a novela segue um espetáculo

Amor à Vida: Walcyr Carrasco escorrega no texto, mas ainda assim a novela segue um espetáculo

16 de junho de 2013 2 Por Endrigo Annyston

Capítulo de sábado com duas situações de “copia e cola” em Amor à Vida.

De um lado a conversa de Joana e Lutero. Vocês não tiveram uma sensação de déjà vu? No caso, realmente aconteceu: o autor não alterou uma vírgula do discurso “eu não posso operar / eu te ajudo, minhas mão serão as suas / mas você não é cirurgiã / eu trabalho há anos aqui, vejo tudo”.

Walcyr Carrasco poderia ter sido um pouquinho mais criativo, né?

A novela terminou com outra situação da sessão “vale a pena ver de novo”: basta Pilar abrir a boca contra Paloma, dizendo ser sua mãe, que a outra já ataca com um “tem certeza que é minha mãe”? Isso um dia depois de terem feito as pazes.

Dos males o menor. O capítulo foi ótimo, pra fechar com chave de ouro só faltou Félix sacando a história da jóia. Mas viram a cara de Dona Bernarda?

Gente, ainda falando de erros: o que acharam da cara da Paulinha? Exageraram, né? Estava parecendo personagem da Família Adams. Não ficou natural.

E o Félix barrando Perséfone:

“Ou melhor, não iram, detesto gente feliz!”

Alguém mais achou que o Jacques estava meio sumidinho? Eis o problema de elenco numeroso.

Outro bom momento: a primeira candidata a ser mãe do filho do casal gay. E aquela hora que ela “sai do corpo”? Ou quando ela literalmente entra na casa e na vida deles?

A conversa de Eron com Félix?

“Sou um cara aberto, a própria expressão da liberdade humana”.

Deu até peninha do Félix, fazendo tipo uma sessão psicológica com o cara. Félix se esconde por causa da família e ficou admirado com a vida do outro.

E tem o lance do “tudo o que o César fez pra que o filho não fosse gay”.

O melhor, mesmo, foi Marcia, Valdirene, Despacho de Encruzilhada e Frango de Macumba.

A melhor frase da noite veio dali:

Pelo poder a mim concembido…”

Essa tatá Werneck é a mais grata surpresa de Amor à Vida. Arrasa num grau!

Abre parênteses: Mateus Solano mão é surpresa, Félix é a consagração de um cara que já vem mostrando talento há algum tempo.

<3