Apesar dos pesares, A Grande Família vive uma boa temporada

Tenho dito que A Grande Família está repetitiva. As histórias volta e meia são sobre um rolo com uma mulher no trabalho de Lineu ou algum problema na associação de moradores.
A questão é que após a passagem de Luciano Huck por ali os roteiristas conseguiram tornar a produção novamente interessante – e divertida.

O que era ontem, por exemplo, Agostinho dando lição de moral no Tuco?

Como patrão, exigindo coisas que ele nem sonha fazer enquanto taxista. Jurava estar abafando.
Nas semana anterior, mesmo com essa de Tuco estar saindo de casa pela milésima vez, foi um achado Nenê substituindo Tucoo filho por Toquinho.

Ou seja, A Grande Família é uma série extremamente simples, mas é sempre bom dar uma mudadinha no arroz com feijão – menos deixar o arroz empapado e queimar o feijão, que é o que estava acontecendo.
Um temperinho novo sempre faz diferença.


2 comentários em “Apesar dos pesares, A Grande Família vive uma boa temporada”

  1. Vi ontem A Grande Família.Achei normal,bem abaixo do que esperava.O episódio,para mim,não foi bom.Qum foi,é e será sempre impagável é o Augostinho.Morri de rir ele dando lição de moral e depois recontratando o Tuco.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *