As reprises do Saia Justa tem um lado bom

Adorava a atual formação do Saia Justa e é realmente muito chato saber que algo que a gente gosta passará por mudanças bruscas

Foi com esse elenco que comecei a assistir, antes não tinha o GNT em meu pacote. Mesmo quando tinha ainda demorei um tempo para me interessar.

Acredito que o interesse surgiu há um ano, ou pouco mais que isso.

Por isso vejo o lado bom das reprises.

Dias atrás fui surpreendido por um encontro delicioso entre as saias e os “calças” do Manhattan Connection. Inclusive achei que encontros assim deveriam ser repetidos, funcionou muito bem.

Ontem exibiram o primeiro programa de Maitê Proença e Ana Carolina e eu nunca tinha conferido um programa com a presença de cantora.

Totalmente… digamos… moderno?? Acho que essa seria a palavra para descrever o momento em que Ana disse achar normal um cara casado de repente, mesmo amando a esposa, resolver ter um relacionamento com um travesti.

Né? Então.

É aquela velha história, “vale a pena ver de novo”, ou pela primeira vez. Especialmente quando é algo bom, como o Saia.



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *