Avenida Brasil: Carminha mostra seu poder de fogo e salva a novela

25 de setembro de 2012 0 Por Endrigo Annyston

Ontem finalmente Avenida Brasil voltou a chamar minha atenção, mesmo que lá pelo final do capítulo.

Enquanto todo mundo estava achando a última bolacha do pacote as sequências iniciais, eu vivia todo um processo de zzzZZZzzzZZZ.

Ah gente, fala sério? Suelem voltando no tempo, após todas aquelas juras de amor, ter virado boa moça e tudo? É o retorno da Clara de Passione? Detesto personagem assim.

João Emanuel Carneiro errou e errou feio ao tornar a personagem santinha logo de cara antes de aproveitar todo seu potencial. Agora regride? Dá um tempo!

Isso somado a Lucinda, Nina, Jorginho, Janaina, Muricy e cia bela, sempre com o mesmo discurso. A impressão é que JEC só copia e cola o texto dessa parte do elenco.

Enfim, a questão é: Carminha, com sua deusa interior saltitando e chacoalhando os pompons, como diria a autora da babaquice que é Cinquenta Tons de Cinza, voltou a fazer o circo pegar fogo.

Se enroscou com Lúcio numa sequência quente e hilária. Não contente, colocou o moço pra acabar, mais uma vez, com a festa da vaca da Nina. Sensacional!

Eu tiro meu chapéu pra Adriana Esteves pelo fato de segurar essa novela nas costas.

Eu gosto de vilões sim, mas só em novela. Vibro especialmente porque, não fosse Carminha, essa novela não teria a menor graça – e eu já teria pulado fora faz tempo!

Salve, salve adorável biscateira!