Avenida Brasil: Coisas que não descem e o incansável show de Esteves

Avenida Brasil entrou nos capítulos finais e alguns desfechos começam a surgir em cena. Alguns deles, no entanto, não tem liga.

Exemplo: Monalisa e Tufão.

João Emanuel Carneiro não teve o menor cuidado em manter uma ligação entre o casal. Carminha destruiu a relação dos dois, roubou o Tufão de Monalisa e ficou por isso mesmo.

As vezes ela surgia em cena reclamando, falando do ex. Mas e Tufão, quando ele se lembra que Monalisa existe? Só naqueles dias em que surtou com Carminha e foi pedir colo pra ex. Só.

Por isso não fez o menor sentido, só agora, Monalisa sentar a mão na vilã. Assim como vou achar super estranho se Tufão e Monalisa terminarem juntos.

Essa sequência tanto não existiu que, pra quem não viu o início do folhetim, antes do boom, sequer sabem que houve um relacionamento destruído.

E a Suelem, gente? Voltando pra casa do Diógenes com uma mão na frente e outra atrás? Já não tínhamos visto isso? Suelem não tem uma trajetória linear, ela anda em círculos, assim como a pastel da Nina.

Tanto prometeu, ficou a novela inteira enrolando e, no final das contas, quem desmascarou Carminha foi o Max.

E já que um dos assuntos é Carminha, Adriana Esteves segue fenomenal, repleta de expressões, caras e bocas, surtos, trabalho incrível de Adriana Esteves. Melhor atriz desse e dos últimos anos.

Nenhum personagem nos últimos tempos exigiu tanto de um ator quanto a vilã loira.

O que eu acho mais divertido é o fato de Camen Lúcia, mesmo tendo perdido tudo, não descer do salto e seguir vomitando desaforos na sua ex família.

Sensacional ela jogando na cara de Muricy as compotas de mamão que ela se via obrigada a jogar no lixo! hahaha

Cabe dizer, por fim, que Avenida Brasil vai terminar com dignidade. Após uma fase em que me causou irritação, está realmente imperdível.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*