AB: A difícil missão de Adriana Esteves e Debora Falabella

20 de abril de 2012 0 Por Endrigo Annyston

Convencer com uma personagem não é algo fácil, imaginem com duas. E nem estou falando de gêmeos.

Foi assim com Patrícia Pillar e Claudia Raia em A Favorita, enquanto a vilã ainda não tinha sido identificada. Os papéis eram dúbios e a gente ficava meio que perdidos tentando encaixar as peças do quebra-cabeças.

Agora é a vez de Debora e Adriana, sendo que no caso de Esteves já identifiquei três facetas. A madrasta/mãe megera, a esposa devota e a safada com Max.

Enquanto isso a Falabella é a humilde “secretária do lar e chefe de cozinha” de Carminha e a vingativa do Divino, numa versão particular de As Brasileiras.

É quase a mesma coisa que dar vida a Ruth e Raquel em Mulheres de Areia, um dos melhores trabalhos de Gloria Pires.

Pra gente é só alegria, né?

Ver Nina acordando a patroa com música ambiente, cafézinho na cama, ajudando-a a se trocar. Do outro lado Carminha encantada, toda devota e religiosa, transando com uma bíblia na mão e com a luz apagada pro santo não ver.

E convencem, enquanto alguns “atores” lutam pra fazer um único personagem cair nas graças do povo, elas tornam os delas, complexos e cheios de possibilidades, um dos melhores de suas carreiras.

Arrasam a cada nova cena!