Avenida Brasil: É, parece que sim, o povo quer ver um lixão na TV

A última novela que eu tentei ver na Record foi Poder Paralelo. Devo ter assistido o que, o primeiro mês?

Aí desisti e prometi a mim mesmo que nunca mais passaria perto por conta das constantes mudanças de horário. Uma falta de respeito total.

Mas como adorei Cidadão Brasileiro, a segunda melhor da Record, em minha opinião, e estava curtindo Poder Paralelo, tinha planejado dar uma chance à Máscaras.

Mudei de ideia quando o autor começou a dar entrevistas onde incansavelmente cutucava Avenida Brasil, de João Emanuel Carneiro.

Perguntou, inclusive, quem gostaria de ver um lixão em telenovelas. Respondeu que ele não.

Justo com João Emanuel que é um gentleman e nunca foi de falar do trabalho alheio. Mesmo na época em que o “grande autor” Tiago Santiago vivia fazendo provocações, sempre ficou na dele.

Acho, inclusive, que Lauro César não precisava disso, está se comportando do jeitinho arrogante típico do pessoal da emissora. Ficou feio.

O resultado é que peguei birra, não gosto de quem fica olhando o rabo dos outros ao invés de cuidar do seu trabalho. Poderia ter cuidado de promover sua telenovela, teria ganho mais.

E aí que Avenida Brasil bombou durante toda essa semana com médias de 39 e 40 pontos, sua melhor semana, enquanto Máscaras estreou com 11 e chegou a sete nesta sexta, sofrendo na concorrência com… Ratinho.

Ou seja, pra que brincar com o telespectador? Está claro que o público preferiu não apenas o lixão de Avenida Brasil como também optou por ver as barbaridades do Ratinho.

Um belo troco.



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *