Avenida Brasil e um dos melhores capítulos dos últimos anos

22 de julho de 2012 0 Por Endrigo Annyston

Escrever este texto não vai ser nada fácil. Ainda estou em êxtase depois desse capítulo excepcional de Avenida Brasil. Faltam-me palavras.

A última vez que fiquei assim assistindo uma novela das oito, foi quando a extraordinária e inesquecível A Favorita foi exibida.
Desde o início de Avenida Brasil, sabíamos que uma reviravolta estava “marcada” para o capítulo 100. E a novela foi tão boa até agora que os 99 que o antecederam passaram voando.
O fato é que o tal capítulo foi exibido na quinta-feira. Já sabíamos que, nele, Carminha iria “apenas” descobrir que sua cozinheira Nina era, na verdade, a enteada Rita. O melhor ainda estava por vir.
TODAS as cenas que envolveram Carminha foram espetaculares. Encontrando a foto de Rita, se batendo por ter sido estúpida, “possuída” no carro após a descoberta, a surra em Nilo, o susto que Carminha deu em Nina na cozinha pedindo que ela fizesse o jantar “como se fosse o último de sua vida”. Não posso detalhar todas pois ficaríamos aqui até o capítulo de número 103.
Adriana Esteves e Débora Falabella estão nos maiores papéis de suas carreiras, isso é um fato consumado. E a Esteves tem tudo para ser eleita a melhor atriz do ano. Sua interpretação como Carminha é algo fora do comum. É absurdo como ela dá vida a essa personagem.
O capítulo de sexta-feira encerrou-se com o maior gancho até então: Carminha, com um ar de ironia, finalmente contava para Nina: O segredo foi desvendado.

“Eu vou te mandar pro inferno! Traste!”

A primeira cena de guerra declarada entre as duas foi algo espetacular. Finalmente Nina pôde fazer aquilo que eu tanto queria ver: Extravasar e deixar claro, com todas as letras, que veio para se vingar.
No meio disso tudo, morri de rir com a Zezé assistindo Vídeo Show enquanto tudo acontecia na mansão.
E o melhor ainda viria: Numa cena que entra para a história, Carminha enterrou Nina viva. O que foi ela gritando depois de ver o desespero da rival ao pensar que levaria um tiro?

“Vou te ensinar, quero assim: Perdão, Carminha, por favor!”

Incrível o sangue frio que Nina/Rita tem. Engole qualquer desaforo para manter viva a possibilidade de se vingar.
Carminha não matou Nina, que conseguiu fugir. Pegou as fotos comprometedoras que tem da vilã e promete se vingar. Os próximos capítulos prometem. Avenida Brasil tem tudo para se tornar a melhor novela do horário das 21h. Dos últimos anos ela já conseguiu.
Odeio comparações por um simples motivo: Quando A Favorita foi exibida, eu tinha certeza que estava vendo a melhor novela de todas até aquele momento. E isso era justo. Flora era a maior vilã, as cenas eram as mais incríveis.
Só que as duas novelas são de João Emanuel Carneiro e ele não mudou. Continua craque e fazendo de forma magistral aquilo que se propõe. É um autor completamente fora do que chamamos de convencional. Tem uma habilidade extraordinária de escrever cenas antológicas e diálogos bem feitos e, com o perdão da palavra, geniais.
É por essas e por outras que ele é o melhor autor de novelas da nova geração, é o meu favorito e não tem pra ninguém. Parabéns por tamanha criatividade.
Obrigado, JEC!
Para encerrar, uma questão: Alguém ainda se lembra da novela que era exibida anteriormente no horário? Minha memória anda fraca…
Por Thiago Freitas, interino