AB: Segundo melhor capítulo com direito a recorde

3 de abril de 2012 0 Por Endrigo Annyston

Em um dos artigos sobre Avenida Brasil eu disse que apostava minhas fichas na segunda fase da trama. Depois de uma estreia redonda AB não estava convencendo com os núcleos paralelos e parte do elenco.

Foi assim durante toda a semana, com capítulos cheios de altos e baixos, sempre com Adriana Esteves e Mel Maia carregando a história nas costas. Até que José de Abreu e Vera Holtz entraram em cena e a história começou a mudar.

A grande virada aconteceu ontem, quando o folhetim deu o ponta pé inicial para a segunda fase.

Foi o momento da despedida dos adoráveis Rita e Batata, enquanto crianças, para um novo momento, quando Rita vira Nina e mantém intacto o desejo de vingança. Batata, agora Jorginho, cresceu nutrindo ódio pela mulher que o tirou do lixo mas não sabe que é sua mãe de fato.

E foi esse forfé a grande sensação dessa segunda, situação merecedora do recorde de audiência e festival de comentários nas redes sociais.

Com a chegada de Jorginho conhecemos um novo lado de Carminha, o da vilã que apesar de ser o “cão chupando” manga tem uma coisinha ali dentro do coração chamada sentimento.

Acontece que, apesar desse detalhezinho imperceptível a olho nu, continua a mesma vagaba de sempre.

“Você já não é bonita… tá parecendo uma bisnaga de padaria num saco de papel” 

Com essa frase ela descreveu o visual da própria filha e, logo no parto, vimos o tanto de amor que ela tinha pra dar pra garota.

Não bastasse isso, enquanto RYCAH assumiu um lado, digamos, Val Marchiori de ser. Sabe como? A pessoa que mesmo rica contina agindo como pobre.

De uma breguice sem fim aquela a festa, a roupa, video, discurso.

“Eu sou a Carminha de vocês!”

E se tudo já não estivesse ótimo, ainda rolou Jorginho bêbado fazendo um tremendo bapho na festa da mãe, um gancho sensacional para o oitavo capítulo que rola já, já.

Imperdível define.