Awake: Algumas considerações e nenhuma certeza (piloto)

Primeiro quero dizer que estou me cansando dessa limitação dos roteiristas.

A maioria usa como plano de fundo histórias policiais e médicas ou as duas coisas ao mesmo tempo.

Não existe vida além desse universo? Dá preguiça conferir um novo piloto e descobrir que a possibilidade de vir um mais do mesmo é grande.

Em Awake Michael Britten, o protagonista, vive em duas realidades após um acidente. Em uma perdeu a esposa, na outra, o filho.

Em cada realidade ele tem um parceiro de emprego diferente enquanto detetive, além de terapeutas que garantem que a realidade deles é a verdadeira.

Meio que dá preguicinha, nesse piloto não nos deram evidências de qual seria a real.

O melhor momento foi quando Michael acordou sem a pulseira que lhe ajuda na identificação de qual realidade está e, alucinado, sai procurando a esposa e filho pela casa. O desespero é tanto que até se corta.

E só.

Fiquei pensando: quem garante que ele não está em coma e, na verdade, perdeu os dois?

Acho que o segundo ou o terceiro episódio serão definitivos para a produção.



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *