Babado, confusão e gritaria na TV

6 de março de 2012 0 Por Endrigo Annyston

A semana passada terminou com um bapho: Daniel Carvalho saiu dos estúdios do Muito+. A “desculpa oficial” diz que Daniel não estava gostando de ter que trabalhar todos os dias.

Mas a gente sabe que rolou outra coisa, né? 

E aí isso faz pensar: programa com mais de um apresentador raramente dá certo.

Tirando as parcerias bem-sucedidas entre Ana Maria Braga e Louro José na Globo e Cátia Fonseca e Mamma Bruscheta na Gazeta, dá pra contar nos dedos outros exemplos.

Tem até parcerias que rolam bem, enquanto os envolvidos estão no ar, depois…

É o caso de Leão Lobo. Ele ama todas as suas parceiras, no entanto, quando os programas acabam todas viram vítimas. Tipo Claudete Troiano.

Falando em Claudete… reza a lenda que é bom não deixá-la muito perto de Ione Borges. E olha que já foram “parceirinhas”.

Lembram quando o Manhã Gazeta estreou que Ione deixou claro que o tempo de Claudete já tinha acabado e meio que tocou a loira? Pois é.

Fora isso ainda tem no currículo de Claudete toda a inimizade que cultivou no Olha Você, do SBT.

Dias trás também teve outro bapho televisivo. A Record rodou com Giane Albertoni do Hoje em Dia e, em entrevista ao Muito+, Chris Flores disse algo assim:

“A emissora atendeu um pedido do público que gostava de ver a Giane nas ruas”.

Não tinha uma desculpa melhor, não?

Ah, cabe dizer que o exemplo dado sobre Claudete e Ione vale para Chris e Ana Hickmann.

Fervido os bastidores de nossa televisão, hein? O pior nem é isso e sim o fato de jurarem que a gente acredita em desculpinhas.

Que deselegante!

:: Vale conferir o video de Odair Del Pozzo repercutindo o assunto, hilário! Só tá dando você, Dadá!