BBB: Yuri roda e um vencedor que leva o prêmio por pura falta de opção

14 de março de 2012 0 Por Endrigo Annyston

Yuri quase ficou na casa na noite de ontem. A margem que o separou de João Carvalho foi mínima e eu esperava por isso.

Esse resultado é idêntico ao do vilão que apronta a novela inteira e se regenera no final. Mas ontem, só ontem eu compreendi o que aconteceu.

Yuri só funciona como malvado quando cercado por amigos. Sabe aquela pessoa que sozinha é um anjinho mas quando perto dos amigos salve-se quem puder? Foi bem assim seu comportamento.

Conforme seus parceiros foram saindo esse anjinho parou de bater as asas. Não totalmente, pois continuava cutucando todo mundo, mas estava mais na dele.

E ele tanto só funciona dependendo dos outros que rolou mais uma prova: saiu dizendo que o amor que ele sentia por Laisa rolava dentro da casa e que lá fora era outra coisa.

Bastou Bial dizer que ela chorou por ele que a situação mudou de figura. É uma criatura que precisa de atenção. Não o vejo como um cara ruim, no final das contas.

O problema agora é o seguinte: sempre defendi a praia porque a selva estava fazendo complô, no entanto, o que sobrou?

Só gente apagada.

Caminhamos para o final mais desinteressante da história do Big Brother Brasil.

Fael vai ganhar mas é por pura falta de opção.