A beleza da Mulher Invisível

2 de julho de 2011 0 Por Endrigo Annyston
A trama pode até falar de uma mulher que foi inventada pela mente criativa de um publicitário insano, e sendo assim, apenas ele a vê. Mas uma coisa que quem assiste não pode deixar de “ver” é a qualidade que envolve essa série.
Muito se fala no momento do capricho e qualidade de “Cordel Encantado”, mas A “Mulher Invisível” não deixa nada a desejar.
Acabo de ver o fim da temporada, e confesso, me emocionei. A melhor cena em minha opinião foi a do avião, onde Clarisse viu pela primeira vez a Amanda. A fotografia, o texto, a entonação nas vozes das atrizes… Estava impecável.
Qualidade que até mesmo em filmes estrangeiros é raros hoje em dia. Fica também os parabéns ao Selton Melo, o Pedro na série, que foi o responsável pela direção do fechamento da temporada. A Globo está de parabéns, tem um trunfo nas mãos e mesmo assim não fica cantando de galo, como umas e outras por ai.
do internauta @hugohmarkes