Bial acaba com jogo dos bananas de pijama

Semana passada Bial foi decisivo no paredão em que Jakeline rodou. Não sei qual era a intenção do apresentador quando insistia que a confinada só sabia dormir.

Ele poderia tanto desejar que ela acordasse para a vida, e para o jogo, como poderia pretender que o público a eliminasse pois estava acomodada e as coisas precisavam andar.

Eu fico com a primeira opção por crer que Jake estava incomodando os demais concorrentes e, portanto, poderia gerar ainda mais conflitos.

Enfim, acontece que ontem ele voltou a se manifestar. Se posicionou, antes dos votos, contra a combinação, falou de consciência e de “partidos”.

Eis que, com João Maurício imunizado, os patetas ficaram todos com cara de bunda sem saber o que fazer. Foi um salve-se quem puder, era hilário analisar a cara de cada um deles.

Pior foi Rafa, no confessionário, tentando justificar o injustificável. Pobre coitada dessa alma, né gente? Nem dá pra perceber o jogo dele sendo que dias atrás se confundiu quando escolheu Fael para não participar da prova do líder.

Morro de dó!

Um detalhe importante: a desestabilizada que Bial deu no grupo pode ser fundamental para os próximos paredões. Tô louco pra ver Yuri segurando esse abacaxi!

Agora é o seguinte: fiquei feliz por Fabi ter se livrado da mira do povo mas ao mesmo tempo morro de pena de Mayara. Uma das mais queridas da casa, inteligente e… bem, tão inteligente que não se importou ao ser emparadada, contudo, quando soube quem era seu concorrente, concluiu, no mesmo instante, assim como nós, que estaria fora do jogo.

Continuo insistindo que tenho quase certeza que Fael levará a bolada pra casa. “Culpa”, especialmente, da burrice de seus parceiros.

Amanhã a gente confere o previsível desfecho dessa história.



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *