Boninho deixa “Encontro” com cara de “Vídeo Show”

Quem ligou o televisor na manhã desta segunda se deparou com o novo cenário do programa “Encontro”, atração matinal comandada por Fátima Bernardes.

Desde a estreia o programa vem sofrendo ajustes no formato. Logo nas primeiras semanas a responsável por buscar histórias da plateia foi afastada, seguida pelo humorista Victor Sarro que, em seu stand-up, declarou que Fátima não via graça em suas piadas.

Na sequência, mais uma baixa: Lilia Teles voltou a fazer reportagens para o “Jornal Nacional”. Quadros como os que relembram a trajetória de jornalistas da casa e o “Quem Tem Razão” foram suprimidos, juntamente com alguns outros. Em compensação, o musical comandado por Branco Mello foi reforçado. Até migrou para às sextas.

No início do ano o “Encontro “ficou sob a tutela de Boninho, diretor que cada vez mais acumula atrações de entretenimento da emissora. E foi exatamente por esse caminho que o “Encontro” tem sido produzido nos últimos tempos. Em diversas ocasiões, inclusive, é pré-gravado.

E a coluna pergunta: qual a vantagem de ter uma jornalista do porte de Fátima Bernardes nas manhãs sendo que se ocorrer um fato importante, como uma tragédia, quem vai ter que entrar no ar é Sandra Annenberg com o “Globo Notícia”?

Não bastasse tudo isso, Boninho é responsável pela mudança no cenário da atração e, quem diria, deixou o “Encontro” com cara de “Vídeo Show”.

Não se assustem caso Claudia Leitte surja cantando o tema de abertura do programa ou Ana Furtado seja escalada para substituir Bernardes em suas férias.

O diretor costuma ser bem previsível.

* Publicado originalmente na coluna A TV Em Cena



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *