Carlos Nascimento e… pra que levar tudo tão a sério, bebê?

20 de janeiro de 2012 0 Por Endrigo Annyston

Como um dos melhores profissionais do jornalismo no país Carlos Nascimento deve saber que o mundo é bastante violento e, a genteavalia, parece que fica pior a cada dia.

Assistir um telejornal é um martírio, são poucas as boas notícias, isso quando elas existem.

E aí que a gente precisa de motivos pra sorrir e nos faltam opções. Por isso precisamos criar situações e, que ótimo quando podemos compartilhá-las, como é o caso da internet.

Coisas pequenas, banais, ganham proporções internacionais.

Ora, nessa semana derrubamos um “brother” da casa do BBB por julgarmos que a atitude dele não foi bacana. E brincamos, sim, com a Luiza.

Não acho que já fomos mais inteligentes, acredito que estamos reaprendendo a usar a inteligência através desse brinquedo, ainda novo.

Se de um lado brincamos, do outro fomos a fundo em algo bem sério. E eu acho que a inteligência no trato com a primeira situação pode e deve ser utilizada em outros casos que envolvam crimes, sacanagens na política ou pra poder ajudar alguém que esteja precisando.

O não inteligente está em, além de não brincar, ofender o público que lhe prestigia.

É aquela velha história do: podia ter ficado sem essa!

Vem rir com a gente, bobo!