Chamadas?

Chamada como o nome já diz deveria ser para chamar o telespectador. Chamar o telespectador para assistir no nosso caso a novela que irá estrear. Pois é, deveria ser assim, mas nos últimos tempos não está sendo. O que se vê hoje são chamadas frias que pouco mostram os personagens e a história que irá se contar na nova trama. Elas estão cada vez mais vagas.

Chamadas de elenco então, essas estão em extinção. Há alguns anos as estreias de novelas não passavam sem elas. Agora uma ou outra é que usa esse recurso tão atrativo que mostra aos telespectadores os artistas que estarão na nova novela, já que na chamada convencional nem todos que estarão na trama tem o devido destaque. Faz muita falta esse tipo de chamada.

Muitas novelas andam  enfrentando problemas de audiência  no começo. Não será esse um dos motivos? Está na hora das emissoras que produzem novelas voltarem a fazer chamadas mais criativas e que realmente chamem atenção dos telespectadores, já que muitas vezes a empatia com a novela começa aí nas chamadas.

Está na hora de venderem melhor o produto, de explicar melhor a história que será contada e de apresentar os personagens de forma mais abrangente, de forma mais clara e não superficial como andam fazendo. Não se pode generalizar porque, é claro, há bons trabalhos na área de chamadas, mas que elas estão precisando de mais vigor isso não temos como negar, pois podemos perceber a cada estréia de uma nova novela. Fico por aqui, um abraço a todos e até a próxima.

* Gilmar Moraes



5 comentários em “Chamadas?”

  1. Tambem não estou gostando das "chamadas' de" flor do Caribe".Mostra lindas paisagens e só os personagens principais como a Grazi Massafera,que como todos sabem nunca foi garantia de boa audiencia e sim de fracassos.

  2. Discordo de todos vocÊs. As chamadas estão bem bacanas, e abrindo espaço até para personagens coadjuvantes, como o do João Loreto. Agora há pouco passou a da Laura Cardoso. Grazi, aliás, mesmo sendo protagonista, mal aparece. As chamadas de elencom udaram, só são colocadas no ar bem perto da estreia, dois ou no máximo três dias antes.

  3. Agradeço a todos que leram o texto. Mas só um esclarecimento não é uma crítica às chamadas de Flor do Caribe, mas uma crítica geral.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *