Cheio de Charme e meu último livro de Marian Keyes, chega!

Quando comecei a ler o novo livro de Marian Keyes tive uma certeza: era o último livro da autora que eu leria.

Marian sempre foi minha favorita em comédias, mas deixou de ser exatamente porque a autora está melodramática e quase nada apta a construir um roteiro bem humorado.

Fora que se repete e, combinamos, não varia nem no local onde suas histórias se passam: tudo acontece em Dublin.

O início de Cheio de Charme, aliás, foi um pé no saco, dava angustia até em prosseguir com a leitura. Foi a duras penas que consegui fazer o sacrifício.

É bem verdade que a leitura, em certo ponto, ficou interessante e rapídamente cheguei ao final, fiquei envolvido e coisa e tal, mas…

Não não sinto mais aquele prazer, as boas gargalhadas inexistem e, bem, prefiro parar enquanto tenho boas lembrançadas do quanto Marian me fez feliz.

Pena.


* Clique e saiba mais sobre Marian Keyes e Cheio de Charme!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*