Crise na Record atinge também a novela de Carlos Lombardi

Algo de muito grave anda acontecendo nos bastidores da Record. É um fato que chama a atenção.

A emissora, que inflacionou o mercado televisivo, nos últimos tempos anda dispensando boa parte de seu pessoal. São muitas as demissões, chega a centenas de profissionais, como no caso do Rio de Janeiro semana passada.

Além disso, redução salarial, minissérie bíblica adiada e, agora, a informação publicada nas colunas Zapping e de Flavio Ricco.

A emissora pretende esticar Dona Xepa, cuja previsão inicial era a de ter apenas 96 capítulos.

Dona Xepa pode ficar no ar durante todo o ano, o que empurraria Pecado Mortal para 2014.

Mas, segundo Ricco, não se descarta a possibilidade de anteciparem a próxima novela de Christianne Fridman, que tem custo inferior a de Lombardi.

O autor, no entanto, desmentiu as informações em seu Twitter.

Como recebi perguntas iguais de pessoas diferentes, vai aqui: Record confirma estréia de Pecado Mortal no segundo semestre DESTE ano.



4 comentários em “Crise na Record atinge também a novela de Carlos Lombardi”

  1. A crise na Recurd é bem maior do que se imagina. A emissora não criou uma identidade própria e acho que jamais conseguirá.
    Agora por exemplo, a emissora usa e abusa dos jornalísticos sensacionalistas para disputar com o SBT o segundo lugar.
    Os jornalísticos sensacionalistas não agregam um público fiel e muito menos patrocinadores.
    Se a emissora os tira para colocar outros programas, a audiência cai, se os mantém, fica na dependência de tragédias e mais tragédias.
    E a identidade como fica?
    É isso aí mesmo.
    Tanta pose, tanto falatório, mapas e gráficos na corrida para a liderança.

  2. Eu quero saber de onde a record "tirou' que a novela "dona Xepa" tem "mulher fruta"Gostei muito ,porque é a ex-dançarina do faustão,mas na novela original da globo de 78 não tinha "mulher -fruta.A record mudou muito vai exibir ela semi -nua.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *