Da série: Falta de criatividade (pra variar)

Há alguns meses, youtubers começaram a lançar canais nos quais fazem entrevistas enquanto dirigem. Existem também aqueles que apenas dialogam com seu público enquanto estão no trânsito.
Agora, a ideia usada na internet, está sendo utilizada por quase todos os programas de auditório.
Ou seja, aquela velha história de que na TV nada se cria, tudo se copia. Desta vez, no entanto, com o diferencial de que a TV está se inspirando na web.
Mas precisa tanto? Todo mundo fazendo a mesma coisa? Já não é suficiente tantas atrações com “zap zap”?
Eu sempre me pergunto qual a função da equipe dos programas. Assistir atrações alheias e ligar a máquina de xerox?
Isso, como se não bastasse o fato de que quase todos os formatos também apostam em chororô.
Depois reclamam que a TV está perdendo audiência, se esforçam tanto…
A propósito, não deve demorar muito para esses entrevistadores causarem um acidente de trânsito….

3 pensou em “Da série: Falta de criatividade (pra variar)

  1. Tarcísio

    Endrigo ou Gilmar, poderiam fazer uma crítica em relação a atual novela das 9, A lei do amor. Não assisto, por falta de tempo e um pouco por falta de paciência, mas acredito ser a típica novela com o enredo que me agrada. Justamente por não assistir, queria entender o motivo da baixa audiência. Abraços.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *