Dallas 2012: Série bafônica, do jeito que eu gosto

19 de junho de 2012 0 Por Endrigo Annyston

Nunca vi a primeira versão de Dallas, nem sei do que se trata. O Viva reexibiu, mas, sinceramente, nunca passei perto.

Assisti ao piloto do “remake” pelo barulho que a produção estava fazendo. E me surpreendi positivamente.

Disputa entre família. Tem coisa melhor?

Ora, quem lê o Cena sabe o quanto gostei de Brothers & Sisters e gosto de Parenthood e Blue Bloods, todas tratando sobre dramas familiares.

Uma coisa que a gente percebe claramente, mesmo sem ter visto o original, é que não se trata de um remake e sim continuação.

Uma grata surpresa é poder ver Larry Hagman. Esse eu reconheço, quem não viu Jennie é um Gênio? Bom vê-lo ainda na tiva.

Voltam também Linda Gray e Patrick Duffy. Achei interessante isso. Já pararam pra visualizar se séries queridas de nossa geração pudessem voltar daqui dez, vinte anos, com parte do elenco original? Ou o elenco total? Uau!

Bom também ter Brenda Lee Strong  atuando e não apenas narrando – Desperate Housewives.

O interessante da história é que renasce uma nova disputa entre as famílias que passa pelo petróleo e envolve mulheres e trambiques que vão multiplicando com o passar do tempo. Tudo anda rapidamente em Dallas. E nada parece ser o que é.

Tem tudo pra ser uma das sensações da temporada!