Danilo Gentili e a hora de calar a boca

9 de março de 2010 58 Por Endrigo Annyston

Pessoas inteligentes são aquelas que podem até pensar algo que seja negativo, mas elas se calam pois sabem que existe hora para tudo. E respeito é fundamental.

Ontem o Brasil parou para prestigiar o retorno de Hebe Camargo, cada um por um motivo especial. Não fiquei na internet pois queria ficar ali, quietinho, admirando cada segundo. Mas tenho certeza que no Twitter esse era o assunto predominante.

Aí vem uma pessoa que se julga engraçada e faz uma piada imbecil.

Sabe, há tempos tenho dito que parei de ver Pânico e CQC. Primeiro pela agressão gratuita, segundo por estarem se achando demais.

Hebe é Hebe, Danilo é… passageiro? Ela está na TV desde que ela surgiu no Brasil, e, hoje, ele pode estar fazendo o que julga ser um sucesso, com seus quatro ou cinco pontos de audiência, e, só por isso, está se achando o máximo dos máximos a ponto de desrespeitar alguém que, além de tudo o que representa, vive uma fase delicada.

Hoje Hebe luta contra um câncer, amanhã um infeliz como esse, ou como tantos outros, podem passar por um problema assim. Para Hebe eu envio energias positivas, para pessoas como ele, enviaria sentimento de pena. E é o que sinto: pena de gente assim que se julga superior aos outros.

Por fim, gostaria de dizer que estou morrendo de sono. Culpa da Hebe. Por ela ficaria horas e horas. Já por alguém como Danilo, não dava nem dez reais por um stand up.