Depois do sequestro Avenida Brasil fica devagar quase parando

Está difícil aturar Nina. Pior: Nina e Mãe Lucinda.

Ah, sim, tem como piorar: quando Jorginho está junto. Aliás, ontem, se dissessem que a cena do Cauã era de Passione, fazia total sentido.

Não fosse Carminha e suas excelentes sacadas o negócio estaria complicado. A novela não tem mais o bom ritmo dos primeiros capítulos.

Lembram que eu disse que seria um pecado Adriana Esteves carregar a história nas costas? É mais ou menos isso que está acontecendo.

O núcleo do Cadinho é um porre onde só se salva Verônica. Não dá pra colocar Alexia no mesmo barco porque a coitada da Carolina Ferraz é figurante de luxo.

Tufão continua um zero a esquerda, o povo do lixão foi esquecido e a tal da vingança não anda.

Muitos personagens a gente nem sabe o nome porque só aparecem de 15 em 15 dias.

Até Suelen, que caiu nas graças do povo, não surge na tela com tanta frequência.

Não fosse algumas qualidades, especialmente a citada Adriana Esteves, dificilmente AB atrairia toda essa audiência.

Avaliando como um todo não chega aos pés do que A Favorita e Cobras & Lagartos tinha apresentado no mesmo período.

Pena.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*