Diário de Cida não tem qualidade literária

Li o livro da Empreguete Cida há algum tempo mas estava com preguiça de comentar. Não acreditei que perdi meu tempo comprando e depois lendo.

Comprei por ter adorado a novela, acreditei que fosse uma forma de matar a saudade desse grande sucesso. E meio que “foi”.

A autora se limitou a reproduzir no livro toda a história da personagem de Isabelle Drumond. Eu disse t-o-d-a.

Não acrescentou uma vírgula sequer, uma novidadezinha, qualquer coisa que a gente desconhecesse. Fora que, realmente, a autora adotou o formato de diário. Repete quinhentas vezes o “mãezinha”.

Assim, é o mesmo que cada um de nós nos sentarmos pra reproduzir uma história que acabamos de assistir. E colocar a venda.

Pena, pena mesmo. Só recomendaria aos piores inimigos rs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *