Downton Abbey termina com poucos bons momentos

Downton Abbey termina com poucos bons momentos

4 de janeiro de 2016 1 Por Endrigo Annyston
Me empolguei muito com Downton Abbey nas primeiras temporadas. Era uma série primorosa, viciante e emocionante. Cheguei a colocá-la dentre as minhas preferidas.
Não durou. A produção perdeu o gás com as saídas de Matthew e O’Brien. O primeiro, vivia uma empolgante história de amor com Mary, e a segunda pintava e bordava ao lado de Barrow.
Essa baixa fez diferença, sim. Mary oscilou entre ser legal e extremamente chata, e Barrow seguiu fazendo maldades, até decidir que queria se regenerar, mas isso não foi suficiente.
Foram poucos os bafões ao longo das últimas temporadas. A série se enfraqueceu. Eu teria parado de assistir na temporada anterior, só segui porque foi anunciado o cancelamento. Nem vi o episódio de Natal passado, não me interessei.
O desecho, aliás, foi bem sem sal, com um ou outro momento empolgante. Além disso, ficou bem óbvio que Barrow substituiria Carson.
Dizem que vai rolar um filme. Difícil imaginar o que sobrou para render um longametragem. Eu não pagaria para assistir…