Dublados ou Legendados, eis a questão

A discussão continua, afinal, cada vez mais canais fazem uso do recurso da dublagem. O próximo a adotar o formato deve ser o Universal Channel.

De um lado os que “chegaram primeiro”, do outro, os novos assinantes. Todos, no entanto, querem o justo: a opção de poder escolher entre o dublado ou o legendado.

Pagamos pra isso, certo?

A questão desse post, no entanto, vai além. Tem produtos dublados que são históricos e, portanto, seria estranho assistí-los em sua versão original.

Já pensou ouvir os gritos histéricos de Soraya Montenegro na voz de Itati Cantoral e não com a dubladora?

E o Chaves? não seria estranho após três décadas?

Tem também os filmes. Longas como Ghost e Uma Linda Mulher fizeram história no país em versões com dubladores.

Vale ainda para séries. Não foi assim que conhecemos Barrados no Baile, As Aventuras de SuperMan, Punky, Jennie é um Gênio e afins.

O curioso é que antes todo mundo torcia o nariz para as legendas e, hoje, o público está dividido.

Eu, particularmente, gosto dos clássicos dublados. As novas produções, no entanto, só com legenda, caso contrário fico frustrado com certas bizarrices.

Questão de gosto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *