É possível salvar uma receita? Sim! (bolo de goiabada)

16 de janeiro de 2011 0 Por Endrigo Annyston

Outro dia estava chovendo e fiquei com vontade de comer o famoso “bolinho de chuva”.

Estava com uma receita que peguei na internet, mesmo tendo em casa uma outra, da minha mãe. Resolvi testar a nova.

Pensei: nossa, isso vai ficar uma delicia, pois a massa estava mais consistente, bonita.

Gente, quando eu colocava aquilo no óleo o trem se desfazia inteiro. Era até engraçado, apesar de trágico.

Pensei: e agora, vou perder tudo isso?

Revi a receita mentalmente e pensei: bem, se eu aumentar posso fazer um bolo. E foi o que fiz.

Ficou uma delícia, segue a receita completa do que acabou virando um “bolo de goiabada”:

3 copos americanos de açúcar

3 copos americanos de trigo

1 copo americano de leite

3 ovos

1 colher de sopa de fermento em pó

1 colher de sopa de manteiga

Goiabada

Bem, como eu disse, aumentei a receita. No caso, não tinha como separar as claras e usá-las “em neve”. Mas vocês podem fazer isso.

Bati todos os ingredientes – fermento por último.

No caso da goiabada, cortei dois pedaços (grossura de um dedo mais ou menos).

Depois cortei em tiras e fiz cubinhos. Bati junto com a massa.

A massa não cresceu tanto, talvez porque não usei as claras em neve ou pela demora, afinal, na primeira etapa essa massa seria para bolinhos de chuva.

Mas sabe que ficou muito gostoso? A goiabada deu um sabor especial.

Como não cresceu muito, pensei em usar um recheio. Fui ver e não tinha um leite condensado ou creme de leite e eu não estava com a menor vontade de ir comprar.

Mas tínhamos na geladeira uma geléia de goiabada que minha mãe tinha feito. Pensei: que tal usar isso em um mingau? Já daria um outro sabor ao bolo.

Daí usei:

3 colheres de sopa da geléia de goiabada

2 colheres de sopa de amido de milho

1 copo de leite

Levei ao fogo até virar um mingauzinho.

Parti o bolo em duas partes, reguei com um pouco de leite com essência de baunilha pra ficar mais molhadinho e depois coloquei o mingau. Reservei um pouco e quando juntei as duas partes do bolo usei o restante do mingau para uma cobertura.

Deixei gelar e… bem, ficou muito gostoso!

Nunca tinha usado goiabada em uma receita assim e confesso que a ideia foi interessante.

Salvei uma receita e descobri um novo recurso!