Edir Macedo usa prática nada inteligente e joga contra a Record

19 de novembro de 2011 0 Por Endrigo Annyston

Um bom empresário sabe que quanto mais pessoas usarem seus produtos maior o lucro e sabe, especialmente, que o cliente tem sempre razão, mesmo quando existe a certeza de que ele está errado.

O motivo? Evita propaganda negativa.

O cliente feliz é aquele em que mesmo onde ele se sente lesado, caso bem tratado e tendo seu problema resolvido, sai falando bem, tece elogios. “Olha, comprei uma árvore de natal, estava toda estropiada mas o gerente da loja me tratou super bem e sai de lá com uma novinha”.

Ou coisas assim.

Evita-se que o nome fique entre os sujinhos do Procon, as pessoas se sentem encorajadas a comprar também e todos saem felizes, inclusive esse gerente que pode ter tido um prejuízo, no entanto, ganhou um cliente.

A TV também é assim, da mesma forma a Igreja.

Quantos não abandonaram a Igreja Católica por não concordarem com a forma com que os padres tratam pessoas divorciadas? Ou por serem contra o uso da camisinha? Ou contra os homossexuais?

Ora, a Record e Igreja Universal andam de mãos dadas, tanto é verdade que volta e meia produzem editoriais em favor da IURD. Dessa vez fizeram um contra o grupo Diante do Trono e a forma com que outros evangélicos praticam sua fé.

Primeiro porque esses evangélicos poderiam ser simpáticos à Record e, segundo, e especialmente, porque não se espanta um telespectador assim, ainda mais quando se trata de fé. A Igreja Universal também tem teto de vidro.

Aliás, aparentemente todas as religiões tem.

E aí, num resumo da ópera, a sensação de todos é que tudo isso foi feito por pirraça porque o grupo citado faz parte da Som Livre e especialmente porque a Rede Globo está abrindo espaço para o segmento gospel.

Veja: enquanto a Globo abre as portas a Rede Record e a Igreja Universal estão fechando.

O lógico seria irem atrás das “ovelhas perdidas”, mas…

Agora veja que coisa: a Globo sempre tendeu mais para o lado dos católicos e espíritas e, quando baixou a guarda, a outra, “espertamente”, declarou guerra. Estão jogando contra seus próprios interesses e não contra a Globo.

Santa inteligência!