Essa é pra quem gosta de números de audiência

Recebi dois e-mails interessantes para quem gosta de números de audiência. Um do internauta L. mostrando os índices de audiência de sua terrinha, podem ser acessados aqui e aqui.
O outro, enviado pelo Pedro, tem inclusive “ibagens”, intens de colecionador, hein? A seguir o e-mail que ele enviou ao Cena Aberta:
Endrigo,
Olá,
Lembra que lhe enviei 2 tabelas com ibope semanal na Grande SP dos anos 80 e início dos anos 90 com a audiência das novelas inclusive? Agora estou lhe enviando várias que compreende desde 1985 até 1994. Essas tabelas apresentam a média dos 5 ou 10 programas de maior ibope na Grande SP durante a semana em questão, levando-se em conta cada emissora. O Instituto fornecia (como acontece ainda hoje) os índices oficiais semanais para os jornais, entre eles, a Folha de S. Paulo, que possui em seu acervo enorme material a respeito, o qual adquiri através de pesquisa encomendada.
Como sei que vc gosta de relembrar o passado às vezes, e o pessoal do blog também se interessa por audiência (atual e antiga), fique à vontade caso queira postar no blog ou mesmo guardar para vc. Os arquivos estão anexados.
A tabela de 11 a 17 de dezembro de 1989 mostra a novela das 8 Tieta (do Aguinaldo Silva) com 70 pontos de ibope semanal na Grande SP, seguida de Horário Político com 63 pontos (surpreendente), JN com 61, SPTV 2ª Edição com 57 e novela das 7 Top Model (do Antônio Calmon) com 53. SBT surge como vice-líder bem mais poderoso que o atual tão exaltado segundo lugar da emissora dos bispos. Para se ter uma ideia, Viva a Noite liderava com 25 pontos seguido de Corrida Maluca e Show de Calouros com 23, Show de Prêmios com 22 e TV Animal com 21. Na Manchete, a novela da época, Kananga do Japão tinha um ibope modesto em São Paulo (5 pontos). Record ficava abaixo da Bandeirantes. Cultura e Gazeta tinham o mesmo ibope praticamente.

Em setembro de 1985 Roque Santeiro (de Dias Gomes e Aguinaldo Silva) alcança 69 pontos semanal, seguido do JN (64 pontos), Ti Ti Ti primeira versão (62 pontos), SPTV 2ª Edição (62 pontos), Sinal Verde-Fórmula 1 (56 pontos), e A Gata Comeu, de Ivani Ribeiro (55 pontos). SBT muito bem com a programação de domingo e Record (quem diria) se destacando com a sessão de pornochanchada Sala Especial (14 pontos), exibida às 23h. Na Bandeirantes, Hebe chega a marcar 9 pontos.

Já a tabela de agosto de 1986 mostra o remake de Selva de Pedra (de Janete Clair) liderando com 67 pontos de média na semana junto com JN (62). No SBT, Show de Calouros explodindo com 28 pontos e na Bandeirantes o famoso Clube do Bolinha com 5 pontos. Em 1987 Roda de Fogo (de Lauro César Muniz) termina com notáveis 70 pontos de média na semana, JN (65 pontos), SPTV 2ª Edição (62 pontos), novela das 7 Hipertensão (61 pontos) e Globo Repórter (46 pontos) completam a lista.

No ano de 1990, Rainha da Sucata (de Sílvio de Abreu), embora muito criticada na época e um começo tumultuado, foi muito bem de ibope em SP (dando até mais audiência que no Rio) terminando com 68 pontos semanais em outubro daquele ano, a novela das sete Mico Preto também se destaca com 53 pontos. Pantanal (de Benedito Ruy Barbosa), considerada por muitos a melhor novela daquele ano, aparece com 21 pontos. Outros programas da Manchete também se destacam em virtude do bom desempenho de Pantanal como Cinema Nacional (13 pontos), a minissérie Mãe de Santo (13 pontos) e Documento Especial (13 pontos). SBT, mesmo com o sucesso de Pantanal, ainda mantém a vice-liderança geral com vários programas como Show de Calouros (26 pontos) e TV Animal (24 pontos), que obtêm altos índices.

Pedra sobre Pedra é o grande destaque de 1992. Novela de Aguinaldo Silva chega a 63 de média semanal em SP entre 20 e 26 de julho com JN (58), SPTV 2ª Edição (51), Perigosas Peruas (45) e Despedida de Solteiro (45) logo atrás. Neste ano SBT se destaca muito marcando até 35 pontos de média com o Topa Tudo por Dinheiro e 37 com Sorteio da Tele Sena. Cultura também cresce na audiência em SP, Mundo da Lua, por exemplo, alcança 7 pontos semanais.
Em 1993 Globo tem um excelente ano e a Record um dos piores. Nessa tabela de 24 a 30 de maio, Renascer (de Benedito Ruy Barbosa) chega a 64 pontos semanal na Grande SP. Mulheres de Areia (de Ivani Ribeiro) surge logo em seguida com 55 pontos assim como Tela Quente. JN (54 pontos) e Globo Repórter (51 pontos) também aparecem. No SBT, destaques para Cinema no Domingo (25), Troféu Imprensa (24) e Aqui Agora (20). Gazeta e Cultura incrivelmente superam a Record com ibope que variam entre 3 e 7 pontos.
E na semana de 2 a 8 maio de 1994, Fera Ferida (do Aguinaldo Silva) é o destaque no Top 5 do ibope em SP com 57 pontos. Sonho Meu (de Marcílio Moraes) faz grande sucesso e chega a 56 pontos, seguido de JN (54 pontos) A Viagem, outro sucesso de Ivani Ribeiro (53 pontos) e São Paulo Já (51 pontos) que na época tinha mudado de nome e depois voltou com o antigo. SBT, mais uma vez, muito bem com programas como Topa Tudo por Dinheiro (26 pontos), Porta da Esperança (23 pontos) e Sabadão Sertanejo (19 pontos). Bandeirantes com O Melhor da Rodada (10 pontos), sessões picantes como Made In Brazil (10 pontos) e Sexta Sexy (8 pontos) deixando para trás Cultura, Manchete, Record e Gazeta. E Cultura mais uma vez à frente da Record.
Abraços,
Pedro. 

  



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *