Essa é uma das provas de que TV é costume

Tenho reparado na audiência do Conexão Repórter nas últimas semanas.

Os boatos diziam que o programa estava na pior, lembram? E estava mesmo, Roberto Cabrini não conseguiu repetir no SBT os bons índices que obtinha na Record.

E aí o programa sambou pela grade e chegaram cogitar sua extinção, apesar de ser um jornalístico premiado. Até pensaram em transformar a atração em quadro do Programa Silvio Santos!

Como justificativa o fato de o programa registrar quatro, cinco pontos.

Acontece que nas últimas semanas tem alcançado a liderança de audiência. Ontem, por exemplo, fechou com nove pontos. É uma das maiores audiências da casa.

Não estou nem questionando o conteúdo pois parei com todos esses formatos. No Conexão, A Liga, Profissão Repórter e cia só rola drogas, sexo, homossexuais, prostituição e todas essas coisas que dão audiência.

A questão é: antes a atração fazia exatamente a mesma coisa e não repercutia. Agora é diferente.

O motivo? TV é costume, apesar que, como eu já disse, muitas vezes confundem com estrume.

Paciência é algo que os responsáveis pelas TV´s deveriam ter.



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *