Estreia de Hebe na RedeTV!

 *Por Wander Veroni

Linda, loira, cravejada de brilhantes e, para variar, esbanjando simpatia e muito bom humor. Foi assim que nessa terça-feira (15/03), Hebe Camargo iniciou uma nova etapa na sua vida profissional na RedeTV!. Para um programa de estréia, a produção de Hebe tentou montar uma super produção e uma festa de gala. Tentou, mas não conseguiu. De cá, do outro lado da telinha, o programa, como produto final, ficou muito a desejar. Prova disso, foi a audiência da loira. Segundo dados prévios do Ibope na Grande São Paulo, a RedeTV! ficou em 4º lugar com uma média de 4,5 pontos com pico de 6 e share de 6,9%. No horário, a Globo alcançou o primeiro lugar com 23, a Record em segundo com 11 e o SBT em terceiro com 6 pontos.

Com um cenário escuro e com luzes lilás – que mais lembra aqueles bingos do pessoal da terceira idade, Hebe entrou no palco sob um elevador em forma de jaula que a levou até o palco. Por mais que o elevador tenha um caráter inovador, a ideia soou cafona e de possível risco, pois estamos falando de uma senhora de idade. Seria interessante outro cenário, mais claro e clean, que não incomodasse tanto às vistas do telespectador e que fosse seguro para a apresentadora. Particularmente, torço por essa mudança.

A impressão que tínhamos é que a platéia da Hebe tinha figuras muito mais interessantes do que os convidados que subiram ao palco. Nada contra ao Daniel Boa Ventura, ou a Paula Fernandes, mas são convidados para um programa “normal”, que já está consolidado no ar, e não para uma estréia. A produção deveria ter optado por nomes de mais peso e que valorizasse o casting da RedeTV!. Outra coisa que soou “falta de educação” foi a maneira como Hebe brincou com Paula Fernandes sobre Roberto Carlos. Se fosse combinado, poderia arrancar muito mais risadas da platéia e seria mais elegante. Do jeito que foi apresentado foi constrangedor. No entanto, em comparação com a Hebe da RedeTV! com a do SBT vimos um programa mais ágil, o que já é um ganho importante.

Outro ponto que precisa ser revisto pela produção da Hebe é a edição final do programa, que ainda não está boa. Faltam vinhetas e “fade in” nos quadros que entraram gravados, o que poderia dar um acabamento mais bonito à atração, como se é esperado. Hebe, no programa de estréia, mostrou que o seu ponto forte são as entrevistas externas, coisa que a apresentadora mandou muito bem, tanto na entrevista com a Dilma, quanto na cobertura do carnaval carioca. Outra grata surpresa foi a entrevista com o Paulo Coelho via holograma. A ideia é interessante e pode ser o grande diferencial desta temporada.

Como telespectador e fã de Hebe, esperava um programa bem editado e bem acabado como o da Oprah. Aliás, pela repercussão que o programa de estréia teve uma semana antes, sinceramente, esperava algo do tipo, mas ainda está longe do padrão de qualidade que Hebe merece. Não se trata de comparar os estilos das apresentadoras, mas sim na questão de acabamento final, pois Hebe merece algo bem feito e a RedeTV! deve investir nisso. Afinal, ela merece..tan-nan-nan…rs.

________________________________________


*Autor: Wander Veroni, 26 anos, é jornalista pós-graduado em Rádio e TV, ambas formações pelo Uni-BH. É autor do blog Café com Notícias (http://cafecomnoticias.blogspot.com). Twitter: @wanderveroni / @cafecnoticias.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*