Estreia de Um Milhão na Mesa decepciona

Confesso que criei expectativas domingo com o avant-première de Um Milhão Na Mesa. Foi divertido e empolgou bastante.

O que mudou na estreia?
As perguntas estavam extremamente difíceis, eu não vi uma pessoa sequer no Twitter que tinha conhecimento do que estava sendo questionado. Todo mundo chutando.

Eu acho que uma atração assim, um game show, não tem que ser fácil, mas também não pode ser muito difícil porque como a gente vai torcer ou “brigar” para que o concorrente coloque o dinheiro no local certo quando nem a gente sabe, mesmo tendo estudado e se mantendo atualizado, do que se trata?

Tem que mesclar, tipo perguntas fáceis, mais ou menos e difíceis. Ajuda a manter a tensão, o interesse.

E no meu caso eu fui perdendo a vontade de estar ligado a cada nova pergunta. Depois daquela sensação que foi mãe e filha errando qual animal era Moby Dick, e isso foi parar nos TT´s, ficou tudo muito parado.

Com as filhas do patrão as perguntas eram mais fáceis, o jogo foi vibrante. E é isso que Um Milhão na Mesa precisa pra dar certo.

O formato é excelente, e olha que eu nem gosto de game show, mas vão ter que acertar o passo pro programa realmente cair no gosto popular, afinal de contas, o público de Silvio Santos é… po-pu-lar!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*