Eu demitiria Roberto Justus por seu novo programa

Na última década Roberto Justus ficou conhecido por comandar na TV o reality show O Aprendiz. Com mãos de ferro ele acabou com diversos concorrentes que julgou não servirem pra trabalhar pra ele.

Diversos projetos foram massacrados, pessoas choraram e foram demitidas em rede nacional de TV.

O que eu espero, portanto, é um homem empreendedor, criativo, com garra pra fazer e acontecer.

E aí que eu não assisto a Record, vocês sabem, mas a Hebe eu sigo nem que seja na TV do falecido Bin Laden.

A rainha da TV brasileira foi recebida pra falar de fama. Passa uma hora do seu tempo respondendo perguntas sobre como é ser famosa, se incomoda, se ela gosta ou se gostaria de ter um dia de anônima.

Gente, até minha avó deve ter pensado em perguntar isso pra Hebe na década de 60, por exemplo. Ou seja, ela já respondeu essas questões milhares de vezes. Não acrescentou absolutamente nada.

A única coisa realmente interessante da estreia do Roberto Justus+ partiu da própria Hebe quando resolveu desabafar sobre a contratação de Rafinha Bastos pela Rede TV.

De resto, Roberto Justus investiu no mais do mesmo. Semana que tem tem Emerson Fittipaldi falando sobre… como é ser um campeão.

Diria Janice, de Friends: Oh… my… God!

Aí na outra semana vem a Val Marchiori falando sobre como é ser rica e uó, depois a Ana Hickmann sobre como é vencer na moda…

Sério? Ele desceu a lenha em tanta gente pra voltar a TV e não acrescentar nada?

Esperava mais. Se Roberto Justus tivesse optado por fazer um talk show sem tanto trelelê teria ganho muito mais.

::

Ah, teve outro grande momento: Hebe se ajoelhando diante de Rodrigo Faro, emocionou.

Aproveito a deixa pra desejar melhoras à nossa gracinha, que Deus lhe abençoe e lhe de saúde para que continue nos contagiando com sua alegria de viver!



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *